17 pontos de 2017 - OZYMANDIAS_REALISTA...

Breaking

Ano IV! Quadrinhos, cinema, opinião, downloads, xadrez e mais 200 coisas.

sábado, 16 de dezembro de 2017

17 pontos de 2017


Já fazem vários anos que eu sempre consigo tirar um tempinho pra fazer uma revisão dos anos que passaram, parece que consegui fazer de 2017 também. Vou fazer da seguinte forma: vou tentar focar em filmes porque quase não escrevi sobre filmes esse ano, aí de resto pego temas que abordei no blog.


17.Morrem os criadores do Monstro do Pântano

Len Wein e Bernie Wrightson! Foi estranho, cara! Eles nasceram no mesmo ano e morreram no mesmo ano! O Wrightson foi um grande desenhista no meio das HQs de terror e o Len Wein além de roteirista (que criou como um vilãozinho secundário o Wolverine, que acabou virando um dos personagens mais populares da editora) foi um dos maiores editores do mercado, abrindo portas pra trabalhos mais adultos como Watchmen e Batman: A Piada Mortal. Nossa equipe fez nossa parte com um especial sobre as principais fases do Monstro do Pântano, uma das criações mais preciosas do Universo DC.



16.Até o Último Homem

Filmão da porra! Parar de ver blockbusters mainstream foi a melhor coisa que eu poderia fazer, sobra dinheiro pra assistir excelentes filmes que merecem ser vistos no cinema! Saiu bem no início do ano. É a história real de um soldado dos Estados Unidos. Além do filme ser bem produzido, prontinho pra virar um clássico na lista de filmes sobre guerra, ele passa por muitos pontos interessantes da história do personagem principal, da sua infância e da cultura na sua cidade rural e humilde. Foi o filme que deu mais uma chance pro diretor Mel Gibson, eu não lembra qual tinha sido aquela treta com o filme de Jesus, porque eu era criança na época, mas acho que ele tava sendo acusado até de ser nazista (já pensou?! /o\). Tinha outro filme que tava prometendo com o Andrew Garfield, o "Silêncio", dirigido pelo lendário Martin Scorcese.


O filme também tinha o Liam Neeson e ia mostrar a história de uns padres que tinham viajado pro Japão Feudal pra catequizá-lo, mas acontece que um deles perdeu completamente a fé. Me parecia um puta filme, mas me foge a explicação de porque um filme do Scorcese com um elenco desses nem sequer sai no cinema. FIQUEI DESACREDITADO, MANO! Ainda não vi... mas queria ver. Outro que eu curti demais foi o "La La Land", não costumo gostar de musicais, mas esse eu curti muito, já tinha gostado bastante daquele "Whiplash".


15.LEGO Batman

Surpreendente pra caramba. O filme "Uma Aventura LEGO" já tinha sido muito bom, o dedicado ao Batman rouba risadas por fazer uma infinidade de piadinhas com os próprios clichês do personagem que são bem familiares aos fãs, como o Batman estar pronto pra tudo, o Coringa sempre fugir da cadeia e afins.



14.Graças ao feminismo, temos a Mulher-Maravilha como primeira heroína decente da história do cinema














Piadas e desprezo à parte, é uma pena que tanta gente não tenha visto Exterminador do Futuro e Silêncio dos Inocentes, tão entre os meus filmes preferidos. Mas feministas não parecem gostar muito de filmes, elas gostam de pegar séries que todo mundo gosta, estragar e depois chamar todo mundo que ficar com raiva de estuprador (como se estragar um filme fosse evitar um estupro...). Lembrem-se da diarreia que fizeram em cima dos Caça-Fantasmas, que por anos tinham todos os atores originais pra fazer uma sequência, mas aí as feministas e sua covarde falta de criatividade apareceram...


Melhor ainda foi quando, pra surpresa de absolutamente ninguém, a bilheteria foi um fracasso e disseram que a culpa era da sociedade machista. Aiai... eu teria vergonha de ficar falando essas coisas, esse pessoal não sente vergonha não? Continuando no politicamente correto...


13.Melhor não dizer mais que quer que personagens que gosta fiquem fiéis aos originais

Eu nem vi esse filme do Death Note, mesmo tendo o Willem Dafoe de Ryuk, porque filme de anime costuma ser mal negócio. Mas cara, a imagem acima demonstra a total falta de comprometimento em adaptar um personagem que tem tantos fãs de uma forma fiel. E se você fala isso você é racista, acredita? Eu não gostaria de ver um filme dos X-Men e a Tempestade fosse um velhinho ruivo barrigudo, ou qualquer coisa diferente da negra de cabelos brancos, que é a imagem tão famosa da personagem. Essa galera é muito sonsa. Fui chamado de racista pela primeira vez na minha vida! Claro que não é grave, já que foi na Internet, onde as pessoas se xingam com muita facilidade. Eu tava dizendo como eles não precisavam ter deixado a Domino do Deadpool negra, já que têm personagens no próprio elenco da Marvel que já são negras pra eles colocarem, como a Emily Preston, que é uma coadjuvante presente em várias histórias, inclusive aquela mais famosa dos presidentes zumbis.


Eu só disse que era ridículo pegarem um personagem que não é caucasiana, mas pálida como um fantasma, e colocar uma negra pra fazer. Aí falaram que eu era racista. Ooooooooooooooxe, não falei que ela vai interpretar mal por ser negra, povo doido.


Sempre tem mais pra falar do politicamente correto...

12.Nada como uma afirmação empírica

Um dos posts de maior sucesso esse ano foi o "Pussy, Rammstein e cultura do estupro", um post meio longo de crônicas, mas que fez bastante sucesso, passando as milhares de visualizações. Se trata do absurdo que é coisas com mensagens positivas como Homem-Aranha (cuide da sua tia, proteja sua namorada, com grandes poderes grandes responsabilidades e afins) são chamados de cultura do estupro por envolver uma personagem que seja gostosona (em plena época que defendem fortemente que as pessoas devem poder se vestir como quiserem, pra não ficar que nem a droga da Índia) e coisas como funk que passam mensagens horríveis (matar policiais, transar com garotas menores de idade e traficar drogas) não passam por vista grossa não! São d-e-f-e-n-d-i-d-a-s sob a acusação de que quem for contra é um racista elitista!!!

Imagina se fosse a capa de uma HQ que a mina tivesse com o bumbum de lado... Elas mandam censurar, tá ligado, né?
Eu fiquei feliz com o sucesso desse post por uma razão muito simples, eu registrei com toda a sinceridade meus pensamentos. Após o sucesso do post teve vários momentos que reafirmaram mais ainda as contradições que eu registrei lá, meses depois me deixando ainda mais feliz por ter resolvido tomar a atitude de escrever aquele tratado todo.

1.Fui no show do Guns 'n Roses e na hora da música "I Used to Love Her" que fala sobre um cara que pegou a mina e matou (e tem um tom de humor negro por ser tocada como uma baladinha romântica) tinha UM MONTE DE MINA cantando super feliz e dançando a música. Se elas tavam cantando elas sabem a letra. Vai por água abaixo um texto que eu já li responsabilizando o rock pelas mulheres que são vítimas de agressão por causa de músicas. Quero dizer, se alguém tinha que tá incomodado seriam as próprias mulheres, não é? Não um texto tendencioso e desonesto.

2.Eu estava trabalhando num lugar de alimentação, onde durante a tarde limpávamos, arrumávamos as mesas e afins. Eu sou uma pessoa privilegiada de classe média e meus pais podem me sustentar, eu não tinha necessidade de trabalhar lá, mas entre os colegas haviam muitas pessoas que eram mais humildes e tinham (provavelmente a maioria). Aí um dia estávamos arrumando com as janelas abertas porque tava calor e comentaram pra tomar cuidado com os moleques de bicicleta que tavam na rua. Eu comentei "Ah, mas às vezes os caras se vestem assim, mas nem são bandidos nem nada, só se vestem desse jeito", aí o cara que era da favela falou que concordava comigo e que via direto gente assim, ele disse depois "Esses playboys tudo não têm criatividade, a favela cria os caras copiam". Ou seeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeja, esse papo furado de "eu quero censurar o Mamonas Assassinas, mas não censuro funk falando que vai arrombar o cu da novinha porque eles são pobres e eu sou um ser humano mais evoluído por entendê-los" é papo furado até pra eles que são da favela! Eles não apreciam isso!

Conclusão: não tem lógica, cara, é só um empilhamento de mentiras cuja única base é rasgar seda pra agradar todos os lados. Infelizmente, já que se camufla como uma causa social. Não tente me convencer que estragar a sequência dos Caça-Fantasmas vai evitar que uma menina seja estuprada pelo próprio pai. Isso é completamente insano.



11.Trilogia Planeta dos Macacos

O filme foi muito esperado, levando em consideração a boa qualidade dos anteriores, mas apesar de não ter sido péssimo, decepcionou todos os nossos colaboradores que assistiram e analisaram. Mas como tava empolgado pelo hype, eu acabei fazendo um puta preview.


Deu muito mais trabalho fazer o preview, fiquei surpreso do review ter mais acessos...


10.Piratas do Caribe 5

Eu tava crente que ia ser uma bosta, tipo... Piratas do Caribe 5?! Mas fui ver porque tinha curtido toda a série, quem sabe, né? Fiquei surpreso! Me divertiu pra caramba! Cheguei a dar altas risadas no cinema, inclusive acredito que eu assistiria novamente. Foi um filme de aventura bem feito, pra quem gosta dos personagens Jack Sparrow e Barbossa, tenho certeza que valeu a pena ter assistido.


9.mãe!

Javier Barden fazendo um psico duas vezes no mesmo ano. Esse novo filme daquele diretor do Cisne Negro teve razão pra ter dado tanto pra falar. É MUITÍSSIMO bem feito. Não dá pra... explicar a história, é esquisita, tem que assistir. Mas eu recomendo pra todo mundo que queira ver um bom filme, principalmente no sentido técnico, a direção é FODIDA. A Jennifer Lawrence já foi premiada várias vezes, aqui ela com certeza merece mais um, cada olhar dela é fundamental pra experiência do filme, que me prendeu do início até o final. Acho indispensável, só levanto ressalva pra quem não gosta de filmes pesados que incomodam, porque isso é mais uma coisa que "mãe!" com certeza faz.

8.Um pouco mais de Alice Cooper e Accept!

Como eu tinha deixado previsto ano passado, o Alice Cooper e o Accept lançaram álbuns novos, além de terem vindo tocar no Brasil. O álbum do Alice foi legal, mas sem nada demais, enquanto o do Accept foi indispensável para todos os fãs de Heavy Metal. Infelizmente eles fizeram shows de abertura (reduzidos) na maior parte dos lugares onde tocaram, o Alice pro Guns 'n Roses e o Accept pro Anthrax. Continua sendo ótimo acompanhar esses caras.


Outro que eu tinha previsto era o Ozzy Osbourne, mas ele lançou nada novo e nem deve lançar, já que saiu em uma turnê de despedida da carreira solo, junto com o guitarrista Zakk Wylde. O Rammstein e o System of a Down também pareciam que ia sair alguma coisa, mas nem tchum. O Rammstein deve ter algo ano que vem, agora o System...


7.Mais um filme locão do Edgar Wright

Esse diretor conquistou todo mundo com o filme do Scott Pilgrim, e continua boa ideia acompanhar os trabalhos que ele faz. Baby Driver foi uma experiência divertida, surpreendente e devastadora.

6.Um pouco mais de Neil Gaiman também!

Neil Gaiman, lorde das trevas e mestre do plano astral, é um escritor multimidiático, é meio complicado acompanhar tudo que ele faz. Quando eu vi que ia ter um livro dele desse tamainho de mitologia nórdica, eu primeiro pensei que fosse comercial. Mas olha, mesmo sendo uma leitura rápida e tranquila é extremamente recompensador, recomendo pra todo mundo que curte fantasia!



5.Especial do Frank Miller

Não deixamos passar em branco o aniversário de sessenta anos do Frank Miller!!! Não se ouviu falar da data em muitos lugares, acredito que pelo autor fazer nada de muito relevante há quase 20 anos, mas não dá pra negar que ele mudou o mundo da arte.


4.Os nazistas voltaram!

A notícia na verdade é que eles continuavam por aí escondidos de baixo de pedras com suásticas riscadas, e resolveram sair esse ano pra fazer protestinhos nazistas nas ruas declarando a etnia ariana como racialmente superior a todas as outras. Vamos torcer pra que eles sejam só uns posers dos nazistas do passado... Mas ainda assim é preocupante.


3.Despedida do Deep Purple

A banda anunciou a última turnê após o lançamento do fraco álbum "infinite" e fizeram três shows no Brasil com as bandas Tesla e Cheap Trick de abertura. Sem dúvida são titãs das raízes do rock.

2.Superman, um herói bobinho?

Um post que eu gostei muito de fazer, saiu há pouco tempo, o "15 HQs do Superman pra fazer pensar".



1.O centenário do maior dos reis

Se tratando de um século de Jack Kirby, para nós aqui 2017 foi o ano do Jack Kirby. Não é por nada que o especial do Jack Kirby deve ter sido o que Joker, Ozymandias e Roger mais se dedicaram em conjunto em todos esses anos de postagens. A razão é simples: somos enormemente agradecidos ao Rei, qualquer homenagem seria considerada pouco... Mesmo um especial do Quarteto Fantástico em cinco partes, hehe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog