Breaking

Pesquisar este blog

segunda-feira, 30 de abril de 2018

abril 30, 2018

[NERD RAGE] A Marvel Studius odeia o Hulk?


BOM JÁ AVISAR ANTES DE COMEÇAR:

1.O post passará spoilers do filme dos Vingadores sem qualquer preocupação.
2.Não tem a MÍNIMA intenção de fazer uma análise do filme, mas caso vocês tenham curiosidade do que eu achei, vou deixar resumido: enxerguei prós e contras, somando e dividindo gostei do filme, só não tive esse orgasmo todo da galerinha não.
3.A intenção é falar especificamente do Hulk, então a questão a ser tratada será apenas essa.

Começando o texto...

É incrível como parece que a Marvel Studius/Disney simplesmente odeia o Hulk. Farei esse texto em estilo de crônica, já que se trata de um nerd rage (quanto tempo que eu não tinha um desses...) então acho que fica mais divertido ver os detalhes exagerados e dramáticos da raiva. Vou falar sobre a minha relação com o personagem e passagem dele por esses filmes da Marvel pós-Homem de Ferro.


2008

Esperei o filme do Hulk como eu normalmente esperaria o filme de qualquer personagem que eu curtia na época, diferente de hoje, que eu já logo penso que o filme vai acabar sendo uma bosta, estragada pelos modismos ou a total falta de noção que já assolava algumas boas ideias nas décadas passadas mesmo. Resultado? Curti bastante, saí bem satisfeito, no final ainda teve o Homem de Ferro vindo falar com o General Ross, mais um sinal das então tão empolgantes e inéditas ligações que estavam começando a ser feitas entre os filmes. Eu só ficava cada vez mais animado. Além disso víamos que um personagem pelo visto seria o Líder em uma continuação. Também tinha o Abominável e o General Ross, que estavam vivinhos pra vir enfrentar o monstro novamente em sequências, hehe.



2010

Sai o Homem de Ferro 2. Como o Tony Stark já havia aparecido no final do filme do Hulk, eu fiquei empolgado esperando algum encontro entre os dois personagens nesse. Mas nem tchum, o Hulk nem é citado e o projeto dos Vingadores só é lembrado com o Nick Fury dizendo que foi engavetado... Já fiquei tristinho...


2011

O único personagem que vai mudar de ator no vindouro Vingadores é justamente o Bruce Banner! Vai deixar de ser o Edward Norton e passar a ser o Mark Ruffalo. Lembro que não gostei nem um pouco.

Na época que as cenas pós-créditos ainda tinham alguma relevância e você sentia que valia minimamente o esforço de esperar, o filme do Capitão América tinha o primeiro teaser dos Vingadores! A gente ficou tudo louco pra ver! Mas não deixei de notar que............................? O HULK NÃO APARECEU NO TEASER, POR QUE???


Conforme saíam os primeiros trailers, nada de Hulk! Aí quando ele começou a aparecer nos trailers fiquei aliviado! Po, aí tá o Hulk que eu tava querendo ver! Finalmente! Por que a demora?


2012

O filme dos Vingadores foi foda! Até hoje fico admirado com a excelente utilização de TODOS os personagens! Não tinha buchas! Até Viúva Negra e Gavião Arqueiro, que todo mundo presumia que iam ser mais secundários naturalmente não eram! Tinham excelentes participações. O que falar então dos mais legais, como Thor, Loki e Homem de Ferro? O Hulk então, teve cenas que até hoje são usadas como memes. Lembro que na época que era tanto poser brotando, o tempo inteiro, um atrás do outro (hoje tão todos aí espalhados, já decoraram tudo que leram na Wikipedia dos personagens pra fingir que curtem as histórias) que dava até raiva de geral falando do Hulk como se fosse um personagem inédito. Pooooooooooooooooooooorra, vinham até falar que era mal feito ele ter controlado a transformação do nada sem qualquer explicação.


A posersada falava isso porque eram tããããããããão fãs do Hulk e da Marvel que nem tinham se dado ao trabalho de ver o filme de 2008, que termina justamente sugerindo fortemente que ele tinha conseguido controlar as transformações.


Duuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuh... "Ah, ah, é que eu não vi esse filme", claro que você não viu u.u Você só viu o Vingadores e vem ficar pagando de fã ow
P.S.: Aproveitar que já coloquei rage no título e soltar tudo mesmo, hehehehe. Sem falar que estamos falando do Hulk, então nada combina mais do que escrever com raiva, hahahaha.
P.S.S.: Pra minha surpresa, gostei bastante do novo ator de Hulk. Aliás, gostei de tudo no filme.

Com o grande sucesso começaram os burburinhos, antes deles virem anunciar aquela quantidade obscena de filmes que eles já anunciam quase que pra uma década inteira. Nessa fiquei muito feliz quando informaram que o Mark Ruffalo tinha assinado contrato pra fazer OITO filmes do Hulk. Caralho, eu pensei, vai ter muito Hulk, que bom. Na época eu ainda não sabia que eles já assinam esses contratos pra se garantirem. Com o tempo, o que Kevin Feige e Joss Whedon diziam sobre fazer filme solo era sempre negativo, o único que parecia dizer coisas positivas era o ator.
Também tinha o Guillermo 'mil projetos só sai dois' del Toro que queria fazer uma série de TV do personagem desconexa dos filmes, mas até hoje nada.
Com os anos surgiu aí um papo bem estranho sobre os direitos do personagem estarem com a Universal, mas se hoje já conseguiram comer a Fox e a Sony, me parece realmente má vontade e mais nada, afinal, conseguem colocar ele nos outros filmes.


2015

Sem nenhum filme solo, eis que retornamos a ver o grandão apenas na sequência dos Vingadores. Ele não causava metade do impacto que havia nos filmes anteriores. Logo no início, enquanto enfrenta... jipes... a fera que supostamente era movida por uma forte raiva consegue ser acalmada por... um carinho na mão da Viúva Negra...

Pois é, era tão simples.

No fim das contas ele parecia mais algum ajudante da Viúva Negra... Tinha um fim inglório na luta contra o Homem de Ferro e acabava sentadinho olhando pra frente como se tivesse sei lá eu o quê. Por um lado, com um fim desse tipo, todos começaram a torcer por "PLANETA HULK!" "PLANETA HULK!" "PLANETA HULK!" "PLANETA HULK!" "PLANETA HULK!". Uma das histórias mais populares que o cara já teve, e parecia que ia ser adaptada depois desse final ae.


2016

Surpreendentemente, no filme da Guerra Civil, retorna o personagem do General Ross. Foi uma surpresa porque parecia que tinham ignorado toda a mitologia do personagem e ia ficar nisso mesmo, de boa, o filme de 2008 nem existia. Assisti aguardando alguma referência mais direta entre o véio e o monstro, ou sua filha, algum tipo de trabalho sendo feito com a radiação gama, mas não. Nada. Parece que ele é só uma peça que deixaram lá pra garantir caso resolvam usar. Ele também aparece um pouquinho no novo Guerra Infinita, como vocês devem ter notado.


2017

Lançaram mais um filme do Thor chatão, e revelaram que no filme ia ter o Hulk se encontrando com ele. Boa notícia? Depende. Do ponto de vista de quem queria um filme solo do gigante é bem ruim, já que meio que confirma que não vai ter filme dele nem ferrando. O que esperavam que ia dar pra mais de um filme dele foi adaptado como história secundária no filme de outro personagem.

O que eu achei do Ragnarok? Eu nem vi porque já tinha decidido que não ia mais dar meu dinheiro pra Marvel de tanto que eles já tinham cagado pra camada de fãs que me incluía. Natural, visto que o lucrativo é investir na geração mais nova, que vai consumir em massa todos os itens, jogos, brinquedos, mochilas, vibradores, roupas e tal. Mas claro que não me impede de ficar todo putinho, hehe...
P.S.: Só vi o Guerra Infinita porque meu irmão ganhou um ingresso de cortesia visto que o início da sessão dele tava desfocada a tela. Ou seja, eu nem paguei, fui de graça, hehehe.


2018

Chega o melhor filme de super-heróis de todos os tempos da vez. Como já disse, eu gostei, mas é bem curioso...
O Thor sem martelo.
O Capitão América sem escudo.
O Visão completamente incapaz.
Groot jogando videogame sem olhar pra frente.
E o Hulk... que não vira o Hulk.

Por que? Aparentemente não ficou explicado, só se eu perdi. Me pareceu ser uma fonte de piadinhas(ruins) e mais nada. Uma grande enganação, visto que no trailer dá pra ver ele partindo pra guerra junto com a tchurma toda em Wakanda. Vendo o filme eu já começava a naturalmente supor na minha cabeça o que ia rolar pra ele virar o Hulk. Pensei que eles explorariam o que pra mim, que ainda sou estudante de Psicologia, é tranquilamente a melhor ideia já injetada nas histórias do verdão de todos os tempos: eles mostrarem dentro da psique dele! 


Então os diferentes aspectos do consciente, do subconsciente e das partes da personalidade dele vão sendo trabalhados pra ver quanto conseguem controlar as transformações monstruosas. Uma dessas histórias da fase do Peter David até se chamava "Sessão de Psicanálise com o Hulk" se eu não me engano. Putz velho, fez as histórias alcançarem níveis muito mais interessantes.

Essas imagens da história se passam dentro da mente do Bruce Banner!!! As partes de sua mente vão se enfrentando!

No mínimo eu tava apostando que o Doutor Estranho ia entrar dentro da cabeça dele, dar dois tapas na cara da personificação do inconsciente do Bruce Banner pra ele ficar bravo logo e virar o Hulk. Mas bem... Diferente do próprio trailer do filme... O HULK NÃO VOLTA! E fica por isso mesmo! Velho, você acha que eu quero ver Soldado Invernal, Máquina de Guerra, Viúva Negra? Eu to nem aí pra esses personagens po, acho o Hulk um dos mais legais, não consigo entender porque capetas surge um cara com uma ideia dessas pro filme.

Desde Homem de Ferro 3 eu não fazia memes de raiva da Marvel

É estraaaaaaaaaaaaanho... Não é de hoje que ele é um dos personagens mais populares da Marvel. Além de ser legal pela ação e o exagero do monstro, o Banner sempre foi um dos personagens mais dramáticos da Marvel. Tinha até aquela série de TV antiga dele que o deixou bem mais famoso no meio popular.


Claro que, com todo mundo declarando que tinha sido um dos melhores filmes de fantasia da história (nunca houveram tantos) eu tava lá reclamando da droga do Hulk que quase não apareceu, sendo um dos personagens mais legais (eu tava até com camisa dele pô...). E a galerinha que se preocupa mais em puxar saco do filme do que dos seus próprios interesses de fã (o que seria impossível, já que nunca foram fãs de verdade) me falando, "ah, mas ele apareceu no thor: ragnarok, lá ele lutou, é que você não viu thor ragnarok". TÁ! E desde quando ser personagem secundário no filme de outro personagem é legal??? Isso é coisa pro Nick Fury, o Gavião Arqueiro e a Viúva Negra fazerem, não o Hulk. Ora droga, antigamente era o contrário que acontecia, o Thor que fazia aparição especial no filme do Hulk!


Ainda por cima, eu vou conferir o trailer e percebo que simplesmente cortaram o cara da última cena... Vou te falar, parece que é tudo uma conspiração... Tramada provavelmente pelos mesmos envolvidos no cancelamento do Hellboy 3... É... deve estar tudo ligado...

Agora... se a Marvel Studius odeia o Hulk? Bem, uma banda chamada The Traits já havia respondido essa pergunta há muitos anos...


P.S.: Vê Ozy? Eu digo que aqui é importante pra eu desabafar ;)

quinta-feira, 26 de abril de 2018

abril 26, 2018

VINGADORES – GUERRA INFINITA (sem spoilers) – PRIMEIRAS IMPRESSÕES


Não dá para se fazer uma crítica cinematográfica avaliando enquadramentos, e consistência narrativa quando o lado fã fala mais alto (ao menos, não agora, por tempo, e falta de devido processamento). Isso pode ser feito futuramente, revendo com calma, mas há tanto mostrado, em tão pouco tempo, que resta descrever as emoções causadas na “criança anterior”, que ao menos em mim, não eram causadas desde Vingadores 1 em 2012. Em suma, quase todos tropeços do longa anterior, tais como piadas em excesso, personagens sem função eficiente no enredo, e motivação vazia do antagonista foram solucionadas no “trem sem freios” que é GUERRA INFINITA. Em uma época, onde tantos filmes carregam injustamente “Guerra” em seus títulos, sem necessariamente trazerem uma em escalas prometidas (Sim, Planeta dos Macacos, estou falando com você), até mesmo em seriados (Gotham 1º temporada, Defensores para ficar nos mais recentes), Vingadores cumpri até mais do que promete, sendo até mesmo o mais sombrio e sério de seus filmes. Em uma análise rudimentar, é um “Matrix Revolutions onde a ação não causa fadiga”.


A motivação que move Thanos consegue ser mais crível do que sua conhecida patética (e que tal absurda ta para uma HQ?) vulnerabilidade emocional para a Morte, fugindo e muito da caricatura tão presente nos gibis do “titã louco que está sempre sorrindo com sua manopla”. Aqui, Thanos consegue entregar a tão clamada “ameaça que um vilão deve causar”, deixando claro seu poder físico já no primeiro nocaute que executa. O personagem pende mais para Killmonger, com sua obrigação moral em se trazer justiça com sua maneira extremista de agir, ou nas palavras do próprio “a maldição do conhecimento” (em uma linha bem perto de Ozymandias, de Watchmen, devo mencionar) do que a caricatura do ditador que só quer conquistar como forma de amortecer seus complexos, na linha de Caveira Vermelha, Loki ou Ultron.O que os cineastas costumam chamar de “força da natureza”, tal qual o Coringa de Cavaleiro das Trevas: realizar um objetivo, que vai além de meramente antagonizar algum adversário, sendo este só mais um obstáculo, e não o empecilho em si.
Enquanto Wheldon transportava o lado quadrinho de splash pages, os irmãos Russos vigoram numa excelente articulação de “crossovers” cujas habilidades diferentes conseguem fazer combinações jamais vistas em adaptações. Não que o diretor anterior não tenha sido feliz nesse aspecto, um dos quais transformou Vingadores nesse “hit”, entretanto em Infinity War as batalhas são páginas vivas de gibis, desde movimentação de golpes, a maneira que os supers dialogam entre si o quanto o fazem, no melhor estilo Novos Vingadores possível, acompanhada por uma inspirada trilha de Alan Silvestre, que se consegue trabalhar emocionalmente em favor da trama, em especial nos momentos reflexivos de Thanos, o contrário do longa anterior, com Danny Elfman tendo sua obra ensurdecida por discursos vazios e explosões sem peso dramático necessário, e é justamente nesse aspecto,onde Vingadores se destaca de “mais um filme de super desse mês”, para O FILME. Cientes da empatia que boa parte do público nutre por esses ícones (e da necessidade de encerrar alguns contratos estratosféricos), apesar de alguns fins prematuros, em sua maioria quase todos envolvidos brilham, em especial em suas “mortes honrosas” de uma forma a fazer inveja a algumas mega sagas atuais da editora nos últimos anos, e o mais difícil em um material que deve ater a ação: com consistência dramática e respeitando o senso de unidade, dispensado em seus antecessores. Trocando em miúdos, toda a construção dos últimos filmes solos são respeitadas e ampliadas em favor da trama, ao contrário por exemplo de Vingadores 2 onde a personalidade do Homem de Ferro era o oposto do antecessor Homem de Ferro 3, uma coesão classe A, nível Marvel editorialmente nos saudosos anos 60.

REVIEW EM BREVE...

Ozymandias correndo....

Sério mesmo....

Atrasado...

Até daqui há cinco dias, manos.

quarta-feira, 25 de abril de 2018

abril 25, 2018

GOD OF WAR 2018 – SOUNDTRACK



Estou para fazer uma longa viagem, e até mesmo assistir “Guerra Infinita” em algumas horas, mas pensei em compartilhar aqui algo que chamou muito a minha atenção diariamente --nos últimos 15 dias-- que é a nova trilha sonora de God of War. Não tenho PS4, e nem cheguei a jogar, mas fiquei deslumbrado com partes que assisti por horas no You Tube, de ultrapassar com facilidade qualquer obra cinematográfica adaptando mitologias gregas e nórdicas nos últimos 30 anos. O mais impressionante, porém, foi a capacidade da franquia se reinventar, sem se deturpar.



O capítulo anterior, “Ascension”, foi um game que começa instigante (e explorando uma das poucas bestas mitológicas gregas que restaram do catálogo), como os antecessores da trilogia principal, mas que se tornou chato ao ponto de eu desistir antes da metade. O fim estabelecido após a destruição do Monte Olimpo (e consequentemente, toda humanidade?!) era um ponto final mais que definitivo, um “prólogo” para o que havia sido o ápice da franquia, não tinha muito a acrescentar em enredo ou jogabilidade.



Só que estou aqui para falar da trilha, algo que me disse muito, talvez até mais do que textos e filmes diriam (ou pelo menos, andam dizendo esse ano). A icônica faixa, aparentemente insubstituível é trocada por um hino fúnebre, frio, e ainda mais indutor de uma nova batalha estar próxima. Em vez de um crescendo quase um heavy metal, como em GoW III, onde a cada faixa dava para se sentir uma chama de ódio de vingança, as composições de Bear McCreary torneiam de forma irretocável uma jornada de arrependimentos e reflexões, advinda de Kratos, não mais apenas uma fera fora da jaula e “unidimensional” (?), mas agora mais “humano” e crível emocionalmente, sendo entregue sonoridade mais “de ação porradeira” apenas em poucos tracks como “The Dragon”, “Magni and Modi” e “Deliverance”.



O verdadeiro chamativo do álbum é manter a trilha “espartana” de “300 em diante”, junto a sua raiz grega, ao tempo em que amplia para todo esse novo universo nórdico, gélido, assustador e desconhecido. Numa sonoramente, levar as cinzas de uma ex-mulher ao topo mais alto foi tão instigante.



terça-feira, 24 de abril de 2018

abril 24, 2018

5 COMENTÁRIOS SOBRE O NOVO TRAILER DO VENOM (que agora tem venom)

I´m Batman -- Versão 2018


Vi há alguns minutos o novo trailer do Venom, e já vinha correndo aqui publicar, mas o Ricardo Cerqueira chegou primeiro AQUI. De maneira rápida resolvi fazer cinco comentários: que não servem pra porra nenhuma.






5 – ALIEN COVENANT?



Foi o que em veio a mente, principalmente na cena onde o suposto Eddie Brock vê outras cobaias. Ângulos e iluminação preponderante azul florescente e escuro mais do que inspirados, mas até ai, perdoado, visto que o Venom não veio copiar o universo dos xenomorfos a partir de agora...


4 – TOM HARDY APARENTEMENTE SEM INSPIRAÇÃO – OU GASTO?

Ozymandias chato do caralho, nota até meu jeito de andar...


Hardy é um dos meus atores preferidos, e um ponto sempre singular na sua carreira da última década para cá, é a sua versatilidade. Talvez a extensa quantidade de papeis em tão pouco tempo, possa estar gastando a capacidade dele em “criar” o senso de unidade de cada trabalho. No trailer ele recicla bastante trejeitos do personagem que ele fez no filme “Guerreiro”, com um pouco de “Mad Max”.


3 – DONNIE DARKO

Bem mais assustador, e em vários sentidos


O “coelho” anunciador que sai do espelho foi a primeira coisa que me veio a mente ao ver já nos últimos frames o Venom “formado”. Mas até do que sua versão nos quadrinhos. Como um dos poucos defensores de Homem-Aranha 3, eu gostei DAQUELA versão visualmente do Venom. Existiam nuances bem assustadoras, que Raime não pode aprofundar por motivo de faixa etária.


2 – ADAPTANDO DE ONDE?

Um gibi onde o palavrão e nudez são censuradas, mas mutilação pode rolar a vontade


Um detalhe interessante é que a teia e a aranha, eram partes “icônicas” do universo tradicional, a mudança de não ter aranha, e usar o próprio corpo como teia, foi criação do Brian M. Bendis em Ultimate Spiderman, além de fazer a criatura mais assassina e mortal, e menos heroica. Isso foi incorporado depois a “continuidade” quando o Max Gargan (antigo Escorpião) portou o traje e foi para a equipe dos Thunderbolts (Warren Ellis / Mike Deodato Jr).



1 – ANTAGONISTA?

Sobrou pro sub.


NUNCA consegui aturar aquela “família” de simbiones dos anos 90, gostando apenas do Venom, há o medo do filme sofrer com o mesmo defeito de Logan, em preguiçosamente ficar no texto de “empresa do mal que tem de ser detida que no fim empurra alguma criação de última hora sem nenhum carisma, só pro fã chato não sair reclamando que não teve uma briga decente no final”. Nesse sentido, um dos maiores antagonistas do Aranha sofre nos gibis, por, bem... Preciso explicar?

MAS VAI SER UM LIXO?



Eu sei que eu verei. Nunca fui desses que quer que a Marvel Studius compre até o céu, e só serve se for ela fazendo. Venom é um excelente antagonista, como tal, eu nunca li nada memorável solo dele, o que pode ser um ponto positivo, principalmente para a equipe de cinematográfica poder ampliar sua carente mitologia. E lavada em conta a decepção que fiquei assistindo “Homem-Aranha: De Volta ao Lar”, pior do que aquilo essa gosma NÃO PODE SER.



abril 24, 2018

Trailer de Venom - E era esse Venom que vocês queriam



Quando saiu o primeiro Teaser do filme do Venom, todos reclamaram que não tinha um Venom, e até ficamos preocupados quando quando disseram que ele só apareceria no final. Bem, com o trailer oficial lançado, ao menos que já tenham entregado o final do filme, podemos ficar menos preocupados, porque o bicho tá melhor do que no Homem-Aranha 3.

segunda-feira, 23 de abril de 2018

abril 23, 2018

O novo trailer de Deadpool 2 e o Peter

     

Caros leitores,vocês se lembram de uma época em que tudo que nós tínhamos como concepção do Deadpool em Live Action era uma aberração muda com todos os poderes dos X-Men e que havia aparecido no sofrível filme solo do Wolverine?
     Um tempo depois vazou uma cena teste feita em CCI de um possível filme solo do mercenário tagarela(que havia sido descartado pela Fox), e aquele curto vídeo levou os fãs do personagem ao delírio de tal maneira que a explosão social do personagem nas mídias foi tão grande que a Fox deu sinal verde para o filme.
     O tempo passa e o filme estreia quebrando recordes de bilheteria e com uma enorme aprovação da critica e realmente o filme é muito bom,cenas de ação interessantes,ótimas piadas e contrariando a narrativa da maioria dos filmes de super-heróis já que conta com uma montagem não linear,o filme fez o melhor com o que podia e acertou com o que devia trazendo para as telas somente a parte boa do Deadpool (porquê sim,existe uma parte muito negativa sobre o personagem mas isso é assunto para outro post).


     Em pouco tempo a continuação foi anunciada e as declarações dos roteiristas quanto a não serem tentados a fazer um blockbuster épico com muita verba me deixava ainda mais ansioso por aquilo que viria ser um filme ainda melhor,foi aí que Tim Miller,um dos responsáveis diretos pelo sucesso do primeiro filme(principal suspeito de vazar a versão teste) foi desligado do longa,aquilo me deu um baque e o filme já poderia não ser tão bom como seu sucessor,os primeiros trailer foram lançados e eu (pessoalmente)ficava ainda mais pessimista,os trailers apresentavam toda aquela proposta de filme de ação épico(que os roteiristas já haviam negado) e muitas piadas forçadas (ou foi só eu que não entendi porque um minuto do trailer foi apenas para doar os efeitos especiais da Liga da Justiça?)


     Felizmente na última semana um novo trailer foi lançado dando mais enfoque na trama,o que me tranquilizou um pouco foi ver que a estrutura do filme parece ser tão nonsense quanto o primeiro e o que de fato me fez esquecer todo o meu pessimismo foi o Peter,um gordinho de bigode sem nenhum super poderes que faz parte da X-Force,isso me deixou ansioso para ver o filme pois me lembrou do núcleo interessante do Deadpool e do porque o primeiro filme fez tanto sucesso,nos resta esperar para que o filme seja tão bom quanto o primeiro e tão engraçado quanto o Peter,um grande abraço e até a próxima.

sexta-feira, 20 de abril de 2018

abril 20, 2018

Onde está DOUGLAS JOKER?


Esse blog tem diversos colaboradores e cada vez mais leitores, então sei que muita gente pode estar cagando pro meu status ou pouco lembrar que eu existo, mas resolvi fazer esse post porque sempre gostei de dar satisfação pros meus leitores (sei lá, vai que eles pensam que eu morri?). Então é o seguinte: eu, Douglas Joker, estou ausente por falta de tempo mesmo, não dá tempo para nada, mas não perdi a motivação pra escrever não; só que depois de tantos anos resistindo, agora não tô conseguindo descolar um tempinho mesmo. Isso não é novidade, já aconteceu antes, mas a notícia ruim? Não tenho previsão de quando isso vá mudar, ao menos até julho, tem chão ainda. Mas para os que se preocupam, estou bem, hehe, estou muito bem ocupado, fazendo coisas produtivas, só não dá tempo de escrever aqui mesmo, infelizmente, nem aquele modelo "OPINIÃO RÁPIDA" que eu tinha começado no final de janeiro, bem quando tava começando a apertar já.


Mas para mostrar pra vocês como realmente não pretendo parar de postar, só tá difícil mesmo, vou deixar alguns posts que já estão sendo feitos ou no mínimo tenho interesse dentro da minha cabeça:

Já em produção:

COLEÇÃO ALAN MOORE - ROUND 2

Sim! Um especial do Alan Moore está chegando! Esse está quase pronto, talvez seja o primeiro que vocês vejam dessa lista aqui. Nós já temos um especial do Alan Moore que envolve todas suas principais obras, só não fez tão sucesso, acredito que talvez porque ainda não tinha tanta experiência, foi o primeiro especial baseado em só um autor que tivemos no blog (que eu lembre). Mas você pode conferir aqui: http://ozymandiasrealista.blogspot.com/2016/01/analise-colecao-alan-moore.html
A ideia é avaliar algumas coisas mais alternativas.


COLEÇÃO ALAN MOORE - ROUND 3

Hahahahaha! Sim! Eu já tô elaborando dois especiais do Alan Moore ao mesmo tempo! Hehe, como eu disse, o segundo já tá quase terminado, mas claro que haverá uma boa distância entre a postagem do segundo e do terceiro. Mas o que será analisado? Shiu, sem spoilers.


COLEÇÃO GRANT MORRISON - ROUND 2
"Mas que diabo! Não dá pra entender nada dessa história! Pera... Fui eu mesmo que escrevi."
A ideia também é continuar com a coleção do Grant Morrison. Como eu já havia dito, pretendia abordar a Patrulha do Destino e Os Invisíveis, mas pelo visto vai demorar que não tá avançando muito não. A primeira parte ficou bem popular, em 4 meses mais de 1.400 visualizações: http://ozymandiasrealista.blogspot.com/2018/01/colecao-grant-morrison-round-1.html
Sempre bom agradecer o apoio, pessoal!


COLEÇÃO BRIAN AZZARELLO

Esse eu escrevi bastante coisa já até, mas tá estacionado há bastante tempo, é só uma questão de eu voltar. Azzarello é um roteirista que eu gosto muito. Falando nele...


ANÁLISE DE MULHER-MARAVILHA: GUERRA

Venho fazendo questão de analisar todos os encadernados que saem da Mulher-Maravilha dos Novos 52, já que sou loucamente apaixonado por essa série fantástica e fiquei super animado com a publicação dos encadernados. Já faz um tempinho que lançaram esse último, eu to "atrasado", mas também já saí na frente de todo mundo quando analisei a série inteira u.u, vocês podem conferir aqui: http://douglasjoker.blogspot.com/2014/12/fim-de-arco-da-mulher-maravilha-devia.html
Em questão de tempo devo fazer uma análise desse último caderno aqui. Deve ser o mais próximo junto com o segundo round do Alan Moore.


COLEÇÃO DEMOLIDOR

Especial fodidaço dos quadrinhos do Demolidor. Sinto dizer, mas esse é o que mais deve demorar, esses especiais dão trabalho, e do jeito que to sem tempo... Sem falar que, por mais que eu gostaria de ler tudo e avaliar, provavelmente ia precisar da ajuda dos colaboradores que já se dispuseram fazer isso (como sempre), mas como eu mesmo não tô andando com o negócio é bem provável que demore. Mas no momento a ideia já foi iniciada, nós temos um especial do Frank Miller, onde se encontram muitas das melhores histórias: http://ozymandiasrealista.blogspot.com/2017/01/analise-colecao-frank-miller.html

Agora ideias da cachola. Claro que se vocês quiserem comentar sobre o que acham mais interessante, suas sugestões com certeza podem influenciar no que eu priorizaria trabalhar, sempre ajuda.


POST SOBRE O PHIL COLLINS

Eu tive o privilégio de assistir o show do cara em São Paulo, então pensei na possibilidade de fazer um texto mais pessoal sobre, como várias vezes já fiz sobre artistas como Alice Cooper, Ozzy Osbourne e David Bowie. Ele foi... Um dos primeiros artistas que eu admirei... Acho que dava pra colocar várias reflexões agora que, adulto, o vi pessoalmente.


10 RECOMENDAÇÕES DE LIVROS PORQUE SIM

Por que não?


10 RECOMENDAÇÕES DE FILMES PORQUE SIM

Por que não? Faz uns dias vi um filme que era sobre uma garota que tinha como objetivo da vida dar (a xoxota) pro Alice Cooper, e tem participação do Alice Cooper de verdade no filme. Tô falando que tem coisa pra escrever de sobra, só não tem tempo mesmo.


BANDAS QUE EU GOSTO DE ACOMPANHAR

Também recomendações. Algumas bandas eu costumo escrever mais, outras menos...


15 HQs DO CAPITÃO AMÉRICA PARA FAZER PENSAR

O 15 HQs do Superman para fazer pensar tinha como ideia argumentar contra o estereótipo de que o Superman é um personagem fundamentalmente bobo, sendo que suas melhores histórias envolvem questões bem maduras e interessantes. Como já havia informado na introdução do próprio post, fazer um do Capitão América também podia ser interessante.


15 HQs DA MULHER-MARAVILHA PARA FAZER PENSAR

Mesma ideia do Super e do Capitão América poderia servir pra amazona também. Ainda é bem comum achar que ela é uma personagem bobinha pelo nome e o estereótipo.


COISAS QUE ESTÃO FAZENDO 10 ANOS

Tem muita coisa foda que tá fazendo 10 anos agora em 2018, eu poderia fazer um post lembrando brevemente várias delas. Sério, tem muita coisa interessante tratando de música, cinema, HQ e principalmente videogames... Em especial...


10 ANOS DE METAL GEAR SOLID 4!!!!!!!
Único herói que combate com o Batman em ser meu preferido

Noooooooooooooooooooossa, quando esse jogo saiiiiiiiiiiiiiiiiiiu. Mano! Foi um ano antes de eu começar a escrever no blog, então não registrei, mas lembro como foi, eu cooooooooooooooom certeza poderia escrever muuuuuuuuuuuuuuuuuuuito sobre isso, hehe. E é isso aí galera. Como dizia o nome da última turnê do Phils Collins, eu não estou morto ainda, hehe. Fica uma música boa aí, que ruim você já pode ouvir na TV mesmo.