domingo, 28 de junho de 2015

Rock Nacional dos Anos 80 - O Lado Escuro da Lua

O Rock Nacional dos Anos 80 foi um capítulo à parte nessa década de descobertas, transição, diversão e muita diversidade. Nomes como Legião Urbana, RPM, Titãs, Blitz, Engenheiros do Hawaii, Ultraje à Rigor, Kid Abelha, Barão Vermelho, Lobão e Paralamas do Sucesso são sinônimos desse capítulo sensacional. Há outras bandas que são quase que imediatamente lembrados como Capital Inicial, Camisa de Vênus, Rádio Taxi, Biquíni Cavadão, Ira!, Nenhum de Nós, Léo Jaime, Kiko Zambianchi e Plebe Rude. Há quem até mesmo mencione Uns e Outros, Zero, Dr. Silvana, Heróis da Resistência, Metrô e Tokyo.
Ainda assim, gostaria de compartilhar mais cinco bandas que faziam parte do chamado “underground” do Rock Nacional dos Anos 80, e que contribuíram de forma muito positiva para esse vasto e rico tesouro da música pop brasileira.


1. Muzak: Banda paulista, com influências do Echo & The Bunnymen, e letras que falavam sobre a vida em São Paulo.

2. Picassos Falsos: Banda carioca, que me lembra em alguns momentos uma banda alemã chamada Einsturzende Neubauten, mas com várias outras influências, incluindo o funk e o gótico.

3. Escola de Escândalos: Banda de Brasília com uma sonoridade típica das bandas desse período que foram influenciados pelo Punk Rock e com letras bem inteligentes.

4. Finis Africae: Outra banda de Brasília que chegou a gravar com uma multinacional, mas não chegou ao estrelato. Sonoridade que lembra a banda Zero, que por sua vez é fortemente influenciada pelo Roxy Music e Bryan Ferry.

5. Nau: Mais uma banda paulistana calcada numa sonoridade bastante eclética, que vai de um som bem “pesado”, quase Heavy Metal, passando pelo Funk, até músicas com ritmos atípicos. Além de um vocal poderoso da vocalista Vange Leonel.

6. Fellini: Eu iria citar apenas cinco bandas, mas decidi incluir mais uma. O Fellini, que tinha uma sonoridade extremamente experimental, um verdadeiro símbolo de uma época em que “experimentar era aprender”.


Por Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário