Ideia para uma franquia do Lanterna Verde - Parte II

 E aí, Realistas e Inomináveis leitores? Em primeiro lugar, peço desculpas por não responder seus comentários na postagem anterior. Meu Disqus está com problemas e acho que terei que criar outra conta. Mas gostei muito de seus comentários e suas ideias para complementar as minhas são incríveis.

 Como dito no meu post anterior, criei uma quadrilogia do Green Lantern, com o primeiro filme sendo o de 2011 e o segundo sendo uma fic minha. Vamos agora ao terceiro capítulo da saga!

Veja todos os capítulos aqui


Lanterna Verde: O Crepúsculo Esmeralda (2015)


O terceiro filme seria o mais sombrio da franquia (em questão de tom, não de fotografia). Apesar do nome, ele só adaptaria o conceito de Coast City ser destruída e mais nada do arco honônimo das HQs (estilo Cap. américa 3, que de CW só tem o nome). Ele seria um filme mais íntimo com as cenas de ação se concentrando mais no final (porém seriam cenas de tirar o fôlego) e nos flashbacks. Ele se focaria muito no cotidiano de Hal e das pessoas ao seu redor, mostrando como a pessoa de Hal Jordan é tão importante quanto o Cavaleiro Esmeralda. 

 O filme começaria com um misterioso flashback no Setor 666, há milênios, em que um planeta pacífico é atacado por um misterioso e épico robô gigante. Um pai de família chamado Atros vê sua família e seu povo serem massacrados em uma destruição épica causada por esse robô. Nessa cena, encontraríamos um Skallox (que ainda não pareceria um Bafomé) falando que aquele era um robô sentinela dos Guardiões. Um dos altos edifícios da cidade alien cai e entre os descombros, Atros veria sua pequena filha morta e olharia ao céu, ao robô com um olhar de ódio e desprezo (cena similar à de BvS e que Wayne olha para o céu agarrado na menininha. Só que no caso, ela estaria morta).Daí cortaria para o logo do filme.

O filme se passaria 5 anos após o primeiro e Hal ainda viveria em seu pacato apartamento com Guy. Hal teria uma personalidade mais parecida com a de Guy, porém ao longo do filme isso seria revelado como uma casca para esconder a profunda depressão em que se encontrara por sua namorada tê-lo deixado. Guy questiona porque fazia meses que Hal não usa o anel e este diz que é porque não há necessidade. De quebra, ele perdeu o emprego. O setor atual encontra-se em paz desde que se tornou do conhecimento intergalácitico de que este era protegido pelo lendário Cavaleiro Esmeralda. No fundo, a falta de emoção e de novas glórias contribuia mais para a depressão de Hal do que o abandono de Ferris.

Ferris está morando do outro lado da cidade e está saindo com uma mulher chamada Kayle Rayner, interpretada por Angelina Jolie, de cabelo curtíssimo, porém mantendo sua sensualidade (eu sei, eu sei). Hal encontraria as duas e isso o deixaria ainda mais depressivo. Ferris se mostra surpresa em Hal se incomodar tanto com a felicidade de alguém que ele diz ter amado, pela sua falta de amor genuíno.

John Stweart praticamente seria co-protagonista do filme, tendo um arco próprio em que ele descobre que tem câncer e que a exposição a energia de Parallax, fora da aura do Lanterna Verde causou essa condição nele. Também é mostrado que quanto mais ele se esforça, mais o câncer avança. Ainda assim ele participa das cenas de ação usando toda a sua tática de combate corpo a corpo.

Com o tempo, Hal e Kayle começariam a se dar bem e Kayle se mostraria uma pessoa de dignidade quando levou um tiro para proteger Ferris de um ataque de homofóbicos. No fim, o filme é uma história sobre amor em oposição ao ódio. Sobre como continuar amando apesar de desafios. Hal perdeu tudo e ainda assim continua com sua força de vontade, com seu amor. Ferris, porém, se mostra a campeã quando o assunto é amor, perdoando Hal por tê-la deixado pra proteger o mundo", perdoando-o por ter sido um babaca quando soube de seu relacionamento. Em contraste, os flashbacks de Atros mosram-no alimentando cada vez mais ódio contra os Guardiões por rem criado os sentinelas que destruiram seu povo - o que seria o plot twist do filme, a revelação bombástica de quem destruiu o planeta de Atros.

A primeira cena de Atros no presente seria no meio do segundo ato, com ele saindo das sombras enquanto o ressuscitado Despero sai de um banho de sangue agora com seu mítico terceiro olho. (Versão estendida da cena pós créditos do filme anterior). Atros diria que gastou uma grande quantidade de magia para ressuscitá-lo e dar-lhe um terceiro olho de ódio e que ele lhe devia duas - visto que seria revelado que foi ele quem mexeu os pauzinhos para que Despero assumisse o controle do planeta de Sinestro, desestabilizando a tropa no filme anterior - mas que este fracassou miseravelmente.

Repentinamente, Dex-Starr (o Dexter do filme anterior) chega ao lugar, para o horror de Despero que descobrindo que Atros forjou um anel vermelho de ódio. Dek-Starr era um teste, pra ver se o anel ainda funcionava. Seria revelado que no passado, Atros e seus companheiros atacaram os guardiões numa guerra feroz (a guerra seria mostrada) e que uma entidade demoníaca de ódio apoiou Atros e seus homens. Eles descobriram como canalizar isso em energia e forjaram seus anéis vermelhos - e foi assim que os Guardiões descobriram as entidades de energia e decidiram criar anéis verdes de força de vontade como contra medida. Eles derrotaram os Lanternas Vermelhos e aprisionaram seus anéis em Oa para que ninguém nunca tivesse acesso. Mas no filme anterior, quando Despero foi capturado pela tropa, ele recuperou um deles - a mando de Atros e todo o resto do filme foi apenas dano colateral do plano-mestre do vilão.

Porém, ele percebeu que enquanto o poderoso Cavaleiro Esmeralda existir, ele jamais derrotaria os Guardiões. Então, ele teria de corromper Hal pro seu lado. Então esperou o pior momento de Hal - o atual- para desacreditar os Guardiões - mostrando-lhe a história cruel e sangrenta dos Guardiões e destruindo tudo o que ele mais amava. então Atros, como Atrocitus, o Lanterna Vermelho desce e destrói Coast City em uma batalha épica e violenta contra Hal. Kale, mesmo ferida no hospital, ajuda as pessoas lá em meio aos escombros. Killowog chega para ajudar, mas acaba morrendo. A batalha é intensa, do nível de MoS. Stweart, ainda que debilitado pelo câncer participa e chega até a lutar contra membros da Tropa Vermelha mesmo sem ter nenhum poder. O anel de Killowog procura um substituto e, numa quebra de expectativa, vai até Kayle, no Hospital, que com o anel acaba recuperada e passa a ajudar Hal na batalha. No fim, ele derrota Atros e diz que ele seria julgado por destruir a cidade. No entanto, Atros mostraria que não foi ele. Ficaria evidente, de forma surpreendente que foi Hal quem começou a lutar contra Atros enquanto este chegava na Terra. Foi ele quem começou a destruição da cidade. Kayle tenta confortá-lo dizendo que não, mas já é tarde. Hal começa a ver como perdeu tudo na sua vida - por sua própria culpa. E em um brado de ódio se ajoelha, enquanto o anel verde sai de seu dedo e vai a procura de um outro hospedeiro. Assim, Atrocitus o derrota de forma psicológica, quebrando-o por dentro. O resto da tropa chega e leva Atros e os outros lanternas vermelhos presos, ao que Atros dá um sorriso "a la Thanos", já que seu plano de estar frente a frente com os Guardiões sem o Cavaleiro Esmeralda está se cumprindo.

O filme terminaria assim, de forma repentina: mostrando um mundo sem Lanterna Verde, sem esperança e com o vilão a um passo de conquistar seu plano. O filme teria duas cenas pós-créditos: a primeira mostraria Ferris com sua psicóloga, evidentemente algum tempo depois dos eventos do filme, falando sobre como Kayle também a deixou e como todo o ataque de Atros foi um ataque de ódio. De repente, uma luz púrpura aparece à sua frente e uma voz feminina diz que a única forma de combater o ódio era com o amor.

Na segunda cena, veríamos John no espaço, com Kayle, o resto da Tropa e os Guardiões (porém sem anel), que dizem que ele demonstrou força de vontade na batalha, a ponto de quase se sacrificar. E que por isso, o anel verde não encontraria ninguém melhor para substituir o caído Hal do que ele. A cena termina com ele colocando o anel no dedo, mas sem mostrar como ficou o seu traje.

Ok, eu sei que o filme ficou bem fic e até mesmo ruim. Mas... é a franquia Lanterna Verde de 2011. O que esperava? Hahahaha

Fãs do Despero, não briguem comigo. Fiquem calmos. ele será importante e não subutilizado no quarto e último filme da franquia.

O que acharam? Não se esqueçam de comentar. Vou criar uma conta nova no Disqus só pra lhes responder haha

Por hoje é isso galera!



Postar um comentário

0 Comentários