Review - Jurassic World: Reino Ameaçado - OZYMANDIAS_REALISTA...

Breaking

Ano IV! Quadrinhos, cinema, opinião, downloads, xadrez e mais 200 coisas.

quinta-feira, 28 de junho de 2018

Review - Jurassic World: Reino Ameaçado


Em todos esses anos em que escrevi, a maior dificuldade que encontrei foi a falta do que escrever. Ver um filme, ou série, e não conseguir formar uma opinião, e só conseguir pensar no "né, foi legal", faz qualquer um desanimar na hora de bolar uma resenha. Desde 2015, muitos filmes me causaram esse problema, como X-MEN: Apocalipse, Mulher-Maravilha, Guardiões da Galáxia vol. 2 e Jurassic World. Esse último, pelo menos me trouxe sentimentos opostos em sua sequência, que por pouco não deixei passar desapercebido, mas consegui assistir e falar sobre o que achei.

Reino Ameaçado - Uma nova extinção


A história se passa 3 anos após o primeiro filme (avá). Agora, Claire (Bryce Dallas Howard) faz parte de um grupo que procura salvar os dinossauros da extinção, já que um vulcão na ilha Nublar está prestes a entrar em erupção e matar os bichos. Um dia, ela recebe um telefonema do gerente da mesma empresa que começou o Jurassic Park, lá em 1993, propondo um novo projeto de achar um lugar seguro para os dinossauros. Ela, então, recruta Owen (Chriss Pratt), para eles voltarem para a ilha, mas o que parecia ser uma missão nobre, se mostra uma atitude muito mais ambiciosa do que todos pensavam.

Dinos, Dinos em todo lugar


Se comparar com o primeiro filme, achei Reino Ameaçado bem mais frenético. Desde o começo é ação, humor, drama,  e terror. Antes mesmo dos créditos iniciais, o cenário já é completamente tenso, mostrando um ambiente muito escuro, e essa tensão se espalha por quase cada minuto de filme. A história consegue ser bem mais dramática do que antes, tanto em tramas pessoais, como em algumas cenas, tendo uma específica, da morte de um brontossauro, que conseguiu me deixar tão sensibilizado quanto a morte do Ash no primeiro filme de Pokémon.

Claro, também tenho algumas coisas para reclamar, como uma certa personagem, que me deixou a impressão de ter sido jogada na trama. Mesmo que isso não estrague o filme, a falta de relevância no arco dela me incomodou um pouco. Da mesma maneira, a impressão de que essa nova trilogia, e isso incluí o primeiro filme, tem a mesma estrutura do Jurassic park clássico. O primeiro foi sobre um Park de dinossauros que escapam e causam um alvoroço. O segundo é sobre os humanos que querem transportar os animais da ilha, mas estes acabam causando outro alvoroço, só que na civilização. O filme é bom, mas parece ter sempre mais do mesmo.

Vale a pena?


Como eu disse no começo do texto, Jurassic World: Reino ameaçado traz o que a franquia sempre teve de melhor, e mesmo repetindo alguns clichês, continua sendo um filmaço, claro, com erros, mas nada que estrague o filme inteiro. Na verdade, a única coisa que me arrependo foi de não ter ficado para ver a cena pós-créditos (mesmo tendo ouvido que era uma merda). 

Fonte: Blog Nerd & Cult

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog