MEMÓRIA NERD: QUENTIN TARANTINO - OZYMANDIAS_REALISTA

Breaking

Ano IV! Quadrinhos, cinema, opinião, downloads, xadrez e mais 200 coisas.

sexta-feira, 23 de março de 2018

MEMÓRIA NERD: QUENTIN TARANTINO

Bem, você que acompanha a coluna Memória Nerd pode estranhar essa proposta de falarmos de Tarantino, mas entenda falar desta figura é falar de uma das figuras Nerds mais notórias dos últimos anos. Ou seja, vamos nessa!

Quentin Tarantino iniciou sua carreira cinematográfica no final da década de 80, fazendo o Curso de Direção do Sundance Institute e depois dirigindo, escrevendo e estrelando My Best Friend's Birthday, um curta-metragem nunca lançado oficialmente. Interpretou o cantor Elvis Presley em uma pequena atuação na série The Golden Girls (1988) e apareceu em Eddie Presley (1992). Porém, o mundo só o conheceu como cineasta independente, quando escreveu, dirigiu e atuou no suspense: CÃES DE ALUGUEL (1992). Dizem que o ator Harvey Keitel ouviu falar do roteiro, então após lê-lo gostou tanto que também contribuiu com investimentos, assumiu o papel de produtor executivo, e um personagem no filme. Depois disso Harvey Keitel tornou-se uma figura constante em seus filmes. O filme acabou impulsionando-o ao estrelato, sendo inclusive intitulado "O maior filme independente de todos os tempos" pela revista Empire. 

Seu roteiro para AMOR À QUEIMA ROUPA (True Romance -1993), de Tony Scott, lhe rendeu uma indicação ao Prêmio Saturno e também chamou atenção com ASSASSINOS POR NATUREZA (Natural Born Killers -1994), de Oliver Stone. Logo em seguida, dirigiu seu maior sucesso, PULP FICTION - TEMPO DE VIOLÊNCIA (1994), que ressuscitou a carreira de John Travolta, deu novo impulso para Samuel L. Jackson e Uma Thurman e ainda rendeu a Tarantino sua primeira indicação ao Oscar, como melhor diretor.
Quentin Tarantino foi também produtor executivo do filme PARCEIROS DO CRIME (1994), do
então estreante Roger Avary, seu parceiro no roteiro de "Pulp Fiction", atuou em alguns filmes de
destaque, como A BALADA DO PISTOLEIRO (1995) e UM DRINK NO INFERNO (1996) e ainda dirigiu um dos episódios da comédia GRAND HOTEL (1995). Depois disso Tarantino voltou a direção em JACKIE BROWN (1997), uma adaptação do livro Rum Punch, um romance  do escritor americano Elmore Leonard. Entre 2003 e 2004 ele escreveu e dirigiu KILL BILL, VOL. 1 E VOL. 2. Já em 2005 ele anunciou um novo projeto chamado GRINDHOUSE em parceria com Robert Rodriguez, onde escreveu e dirigiu DEATH PROOF que foi estrelado por Kurt Russell e Rosario Dawson. Mais tarde também anunciou continuidade para Kill Bill Vol. 2 e Inglorious Basterds, mas declarou em 2012 ter desistido destas idéias. No mesmo ano lançou DJANGO LIVRE, um faroeste que repetiu a parceria com Christoph Waltz. 
Os filmes de Quentin Tarantino sempre trazem para as telas suas múltiplas influências culturais que vão de quadrinhos, filmes orientais, animes, além de clássicos do cinema americano e são marcados por sempre lidarem com o submundo do crime, mesclando doses de humor e violência;

Quentin Tarantino ou Quentin Jerome Tarantino é americano nascido no estado do Tennessee, na cidade de Knoxville, no dia 27 de março de 1963. Seus pais eram Tony Tarantino, ator e músico descendente de italianos, e Connie McHugh, descendente de irlandeses e índios Cherokees. Logo após o nascimento de Quentin Tarantino, sua mãe casou-se com o músico Curt Zastoupil. Aos 16 anos, iniciou os estudos em atuação na James Best Theatre Company.
Aos 22 anos escreveu seu primeiro roteiro, Captain Peachfuzz and the Anchovy Bandit (Capitão Flocos de Pêssego e o Bandido de Anchovas). Em 1984 Tarantino começou a trabalhar como balconista na Video Archives, uma famosa locadora de filmes em Manhattan Beach. Ele continuou seus estudos em atuação na Allen Garfield's Actors' Shelter, em Beverly Hills, mas passou a se dedicar principalmente a escrever roteiros.
Ao longo de seus 54 anos Tarantino esteve romanticamente envolvido com diversas mulheres, incluindo a atriz vencedora do Oscar Mira Sorvino (Poderosa Afrodite-1995); as diretoras Allison Anders e Sofia Coppola; a atriz francesa Julie Dreyfus; e a comediante Margaret Cho. Surgiram rumores de envolvimento com Uma Thurman, a quem ele se refere como sua "musa". Entretanto, Tarantino nunca se casou e não tem filhos.

Atualmente, a imprensa especializada fala de uma parceria entre Tarantino e a Sony para a produção de seu próximo filme, que falará sobre o ano de 1969.
O cineasta recentemente rompeu com produtora The Weinstein Co. após as denúncias de assédio sexual contra Harvey Weinstein. Até então, todos os projetos de Tarantino tinham sido produzidos pela empresa.
A trama do filme não foi anunciada por enquanto e tudo que se sabe é que ele retratará eventos marcantes de 1969, incluindo os assassinatos coordenados por Charles Manson. Além de outros eventos históricos, como a missão Apollo 11, o Festival de Woodstock e o primeiro ano de Richard Nixon na presidência dos EUA.Uma data de estréia não foi definida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog