PESQUISA



smc

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

POR TRÁS DOS QUADRINHOS: CAPITÃO AMÉRICA vs CAPITÃO AMÉRICA


Capitão América número 26... Apesar de conhecer o Capitão pelos desenhos animados (não tão animados assim) de 1966 que eram reprisados nos anos 80, foi Capitão América numero 26 publicada em 1981 pela Abril Jovem, a primeira revista em Quadrinhos do Sentinela da Liberdade que eu ganhei da minha Mãe (todo mundo nos anos 80 tinha o hábito de freqüentar bancas de revista). A capa era muito impactante "o duelo do século”, Capitão contra Capitão e ao fundo os olhares atônitos de Falcão e Buck. Escrita por Steve Engleharth e desenhada por Sal Bucema "A origem do outro Capitão América" conta a historia de um jovem que viveu obcecado pelo Capitão e depois de pesquisar por anos tentou duplicar o soro do Super soldado nele mesmo, passando por cirurgias plásticas ficou parecido com Rogers e assumiu o lugar do Capitão no período que o verdadeiro estava congelado. Com a volta do verdadeiro Capitão a ativa e o falso tomado pela loucura provocada pelo novo soro, o confronto entre os dois era inevitável. Fantástica historia e um dos grandes momentos Marvel.

Contribuição do amigo: Giovanni Giugni da CASA DAS IDÉIAS NERD



Capitão América é o nome de vários super-heróis apresentados pela Marvel, desde a década de 40. O personagem foi criado por Joe Simon e Jack Kirby, o primeiro personagem apareceu em Captain America Comics # 1 (março de 1941) pela Timely, antecessora da Marvel. O Capitão América foi concebido como um super-herói patriótico que lutou contra na Segunda Guerra Mundial e foi o personagem mais popular da Timely durante o período da guerra. A popularidade dos super-heróis diminuiu após a guerra e os quadrinhos Capitão América foram interrompidos em 1950, com uma volta de curta duração em 1953. Em 1964, o personagem foi reintroduzido como participante do Universo Marvel.
Os Capitães Américas vestem trajes inspirados na Bandeira dos Estados Unidos e estão armados com um escudo quase indestrutível (feito de uma liga de adamantanium-vibranium). O Capitão América mais famoso e popular e também o personagem original é o alter-ego de Steve Rogers, um jovem franzino que atinge o pico da perfeição humana após receber um soro experimental com o intuito de ajudar os Estados Unidos contra as potências do Eixo. Perto do fim da guerra, ficou preso no gelo e sobreviveu em animação suspensa até ser revivido.
Contudo, dentro da cronologia do personagem e como artifício para arrumar anos de roteiros desencontrados, a Marvel considera que o primeiro Capitão América foi o soldado negro Isaiah Bradley, cujo neto mais tarde se tornaria o Patriota, líder dos Jovens Vingadores. Então Steve Rogers foi o Segundo Capitão. Porém, o seu desaparecimento motivou a convocação de um terceiro Capitão, sendo este o herói da época, William Naslund, o Independente, também chamado de "O Espírito de 76", para trocar de uniforme, assim como um novo Bucky, um jovem ex-jogador de baseball chamado Fred Davis (James Buchanan Barnes, como se sabe, foi o Primeiro Bucky). Esse novo Capitão América continuou atuando mesmo depois do final da guerra, tendo morrido ao salvar o então pequeno e inexpressivo político local John Fitzgerald Kennedy de uma tentativa de assassinato (isso bem antes dele se tornar presidente) nas mãos de um androide chamado "Adam II" - que era, por sinal, a segunda tentativa do Prof. Phineas T. Horton de criar um androide perfeito (a primeira foi o Tocha Humana androide). Com a morte do terceiro imediatamente surgiu Jeff Mace que, na época, era o herói conhecido como Patriota e este assumiu o uniforme até se aposentar.
Mais tarde, na virada dos anos 1950 para 60 surgiu o quarto Capitão América, William Burnside, um professor que sintetizou a fórmula para o "soro do super-soldado", injetou em si mesmo e se tornou o Capitão. Ele também tinha um parceiro chamado Bucky, Jack Monroe que mais tarde assumiu a identidade do vigilante conhecido como Nômade.

Na era moderna o Capitão América dos anos 1950 ou então o Capitão América IV apareceu completamente insano, tendo ficado prisioneiro do FBI durante a década de 1960, foi um dos mais perigosos inimigos do Capitão América original e tornou-se o vilão: "Grande Diretor". Acabou por cometer suicídio.
Ney Bellas
CONVITE!
Se você aprecia este tipo de postagem, lhe convido a se juntar ao nosso GRUPO no facebook que é dedicado a compartilhar curiosidades e imagens do passado antigo ou mesmo mais recente, desde que sejam curiosas e que nos tragam boas memórias.

JUNTE-SE A NÓS: MEMÓRIA NERD 

Nenhum comentário:

Postar um comentário