PESQUISA



smc

quinta-feira, 2 de junho de 2016

[Análise de Personagem - Guts]

Olá de novo! Voltei, com outra análise de outro personagem. Desta vez, escolhi um dos personagens que, pessoalmente, é um dos mais bem-desenvolvidos de todo mundo.

Estou falando de Guts, o personagem principal do mangá Berserk.


Guts, o Espadachim Negro

Guts é considerado um dos personagens mais bem-desenvolvidos do mundo, e existem vários motivos acerca disso. Antes de tudo, já vou avisando, esse post contém spoilers sobre Berserk. Não leia se você quer descobrir tudo lendo o mangá (Ou assistindo o anime, mas este só chega até uma parte bem breve do mangá e depois acaba).
Outro aviso: O que você verá aqui, além de spoiler, é material pesado, +18/16. Veja por sua própria conta e risco.

Primeiro, a história da vida de Guts.

O nascimento de Guts.

A mãe de Guts foi enforcada antes mesmo dela nascer, mas ela estava em trabalho avançado de parto, e mesmo depois dela morrer, Guts nasceu, caindo dentro de uma poça de sangue da própria mãe. Foi encontrado por Gambino e seus mercenários, e ele iria morrer lá, não fosse por Shizu, uma mulher meio louca pela perda de seu primeiro filho. Shizu era uma espécie de "mulher" para Gambino, e foi por causa dela - que pegou Guts assim que o viu - que ele aceitou Guts na família. Os mercenários disseram que era um mau presságio, que ele só traria má sorte, mas Gambino riu deles, não acreditando.

Mal mal Guts cresceu, e com 6 anos, ele viu a mãe morrer de uma doença. Shizu era meio louca, mas muito amorosa e cuidava muito bem de Guts, considerando sua reação quando viu Guts pela primeira vez. Guts confortou-a até seus últimos momentos, segurando sua mão até que morresse. Enquanto isso, era cuidado por Gambino, que frequentemente batia e abusava dele. Embora Gambino o treinasse todo o dia e realmente cuidasse dele até certo ponto, era certo que era muito agressivo e hostil ao menino. Mas Guts sempre queria impressionar "seu pai", e por isso sempre se esforçava no máximo em seus treinos, e quando finalmente começou a participar das batalhas do grupo mercenário, sempre queria matar o máximo de inimigos e os mais importantes o possível para poder impressionar o pai, mas nada fazia efeito.

Então, algo aconteceu.

Logo após a primeira batalha de Guts, de noite, Donovan (Ou Donavan, dependendo da versão que você ler do mangá) aproximou-se de Gambino e quis "comprar" Guts por uma noite. Por três moedas de prata, a troca foi feita, e Donovan entrou na tenda em que Guts dormia, e após uma briga curta, Donovan estuprou Guts.

O estupro de Guts.

Guts, que tinha 8 anos na época, ficou extremamente traumatizado, e desde então, nunca mais confiou no toque de nenhum outro homem, ao ponto de androfobia. Isso é óbvio durante todo o resto da série Berserk, quando qualquer contato de qualquer homem estranho (Mesmo na série atual, só existem mais ou menos só 5 homens que ele permite ter contato consigo) o faz ter uma reação violenta, chutando e socando a pessoa para longe.

Na manhã seguinte, tendo ouvido de Donovan que Gambino o havia vendido por três moedas de prata, pegou sua espada e foi se esclarecer com Gambino. Surpreso com o fato de que Gambino não parecia saber de nada, ele não fez absolutamente nada.

Os mercenários de Gambino foram chamados para outra batalha, e Donovan olhou e provocou Guts durante todo esse tempo. Enquanto todos - incluindo Donovan - lutavam, Guts secretamente havia seguido Donovan, e enquanto ele matava um inimigo, Guts atirou nas costas dele usando uma besta.

Então, quando Donovan começou a avançar nele, Guts atirou de novo, mas em sua boca, engasgando-o. Guts ordenou para que dissesse quem havia o vendido, e Donovan repetiu que era Gambino, mas no meio da sua frase, Guts enfiou sua espada na boca de Donovan, matando-o cruelmente.

Não demorou muito, e na mesma batalha, algo horrível aconteceu a Gambino - e consequentemente, Guts - Ele perdeu uma de suas pernas numa batalha.

Apesar de ainda ser forte e um gênio tático, ele não era mais apto para ser líder dos mercenários. Precisavam de alguém ativo, que participava dos combates. Privado de sua carreira de líder, seu ódio já interno por Guts cresceu, e naquela noite após a batalha, ele tentou matá-lo.

Ele acusou Guts de ter matado Shizu, ele disse que deviam tê-lo deixado morrer no sangue da mãe enforcada, dentre várias outras coisas, e disse que havia vendido Guts a Donovan, chorando e em choque, Guts mal conseguiu fazer qualquer outra coisa além de desviar dos ataques de Gambino, e em um acidente em que Gambino avançou em Guts, enfiar a espada em seu pescoço.

Chocado com que fizera, Guts ouviu as últimas palavras de Gambino:

"Você matou Shizu."

A morte de Gambino.

Os mercenários encontraram Guts e acusaram-no de ter matado Gambino, e desesperado, Guts fugiu do acampamento dos mercenários, seguido de perto por vários deles. Ele foi flechado por um deles e caiu de um penhasco pequeno, e todos acharam que havia morrido.

Muito tempo depois, Guts se levantou, extremamente machucado, mas ainda assim vivo, e começou a caminhar sem rumo, até que encontrou uma alcateia de lobos famintos. De início conformado - e até mesmo agradecido - pela morte iminente, ele acabou lutando contra os lobos. Ainda que criança e muito fraco, conseguiu matar vários lobos e espantar a alcateia. Porém, a luta havia lhe exaurido as forças, e desmaiou.

Ele foi encontrado por outro bando de mercenários, e foi curado sob seus cuidados.

Uns 6 meses depois, já estava em outra batalha, a última batalha do contrato daquele grupo de mercenários. Lá, ele encontrou um guerreiro lendário, cujo nome era Bazuso. Ele tinha feito fama por ter matado 30 homens - usando suas mãos de acordo rumores - e que estava surrando todo mundo que tentava invadir o castelo inimigo. Ninguém estava com coragem de enfrentá-lo... Exceto por Guts, que só exigiu saber o quanto ganharia pela cabeça do guerreiro. Após uma curta barganha, foi decidido (Por zombaria) que ganharia 7 moedas de ouro caso o matasse. Insatisfeito, mas ainda assim com vontade de lutar, Guts confrontou-o.

Bazuso zombou dele e dos mercenários do grupo de Guts, até que ele atacou. Foi tão rápido que o guerreiro não conseguia reagir. Apesar da incrível velocidade e habilidade de Guts, a armadura de Bazuso era resistente demais e resistia todos os golpes. Bazuso tentou golpeá-lo, e Guts conseguiu cortar através do machado, danificando-o seriamente, tanto que quando Bazuso acertou-lhe um golpe com o machado, em vez de ferir Guts, simplesmente arrancou o capacete da cabeça dele, enquanto estilhaçava a lâmina do machado.

Pegando-o de surpresa, Guts conseguiu cortar-lhe ao meio. Vitoriosos, os soldados do seu grupo mercenário avançaram, e Guts foi atacado de novo pelas costas, matando o agressor. Após a batalha e após receber sua parte, ele (O líder de seu grupo) tentou oferecer-lhe um aumento de salário, mas Guts recusou, e quando tentou tocar nele para puxá-lo de novo, Guts empurrou-o para longe, mandando não tocar nele.

Para resumir, Guts saiu de lá, foi viajar, e os membros do Bando do Falcão - que antes eram inimigos de Guts - o viram, e uns decidiram atacá-lo para roubá-lo. Guts matou um deles e aleijou o outro, e Griffith, líder do Bando, mandou Caska atrás de Guts, a segunda mais habilidosa do Bando. Apesar de conseguir manter com Guts por uma certa quantidade de tempo, ela foi derrotada. Quando Guts estava prestes a matá-la, Griffith entra no combate.

Griffith.

Griffith, que havia observado Guts em combate, não o subestima. Assim que a luta começa, Griffith o derrota com um único contra-ataque, e todos ficam em choque no quão facilmente Griffith derrotou um cara como Guts.

Porém, mesmo gravemente ferido, Guts se levanta por um tempo e até tenta atacar Griffith, antes de desabar, inconsciente.

Porém, em vez de matá-lo, Griffith mandou que fosse resgatado e curado. Guts surfou em vários pesadelos horríveis, envolvendo seu estupro e o assassinato acidental do pai, e em breves períodos de inconsciente, quando via uma mulher nua deitada do seu lado.

Para resumir muito a história, Guts descobre que Griffith havia ordenado Caska aquecê-lo, ele leva Guts para tentar convencê-lo a se juntar a ele, Guts só aceita na condição de que fosse derrotado em combate por Griffith, eles lutam, Griffith aparentemente vence, colocando a espada no pescoço de Guts após desviar e literalmente subir na imensa espada dele, Guts morde a espada de Griffith e derruba-o no chão, e depois de bater um pouco nele, Griffith dá um armlock nele e desloca o ombro dele.

Logo depois, viram companheiros-em-armas. O Bando do Falcão meio que forçosamente o junta ao grupo, e muito tempo passa, e a admiração e amizade que Griffith nutre por Guts cresce cada vez mais, e Guts começa a superar seu passado horrível. Lentamente, começa a fazer amizades e a se socializar mais. Eventualmente, ele se torna mais próximo de Caska por causa de um acidente envolvendo uma queda em um rio e um ataque de um grupo imenso de soldados (E a menstruação dela),  e de volta ao castelo do rei local (Griffith foi honrado pelos seus serviços a ele), Guts ouve Griffith dizer que não considera ninguém que não seja do nível dele como amigo, e Guts entende - acha - que ele pensa que ninguém que tenha ambições próprias e seja bem-sucedido nelas seja amigo dele, incluindo Guts em pessoa. Ele fica determinado em ser um igual a Griffith, mas antes, recebe uma missão do dito cujo, que sabia de que algumas pessoas queriam assassiná-lo, e precisava de um dos conspiradores mortos. Guts embarcou a missão, e embora tenha sido bem-sucedido, no sentido de que matou o conspirador, ele ativou o alarme, e foi forçado a lutar contra vários guardas, e na impulsividade, atacou uma pessoa desconhecida, descobrindo, para seu horror, que era uma criança da nobreza.

Muita coisa aconteceu, e para dar outro resumo gigante, Guts diz que vai sair do Bando, e Griffith se adianta para impedi-lo, parecendo extremamente sério e raivoso. Eles lutam, e todos que assistem ficam chocados ao ver o quão rápido Guts derrota Griffith, com um único golpe. Porém, não o mata ou sequer o fere, e simplesmente sai.

Com o coração partido, Griffith visita a filha do rei, e após uma conversa, acabam transando. Para o azar de Griffith, o rei descobre, e ele é preso.

Muito tempo depois, quando Caska havia se unido com Guts e engravidado dele, Guts descobre sobre o destino de Griffith, e determinado a salvá-lo, volta e o liberta.

Griffith tinha quebrado, não era mais o mesmo, e o único sonho - esperança - dele era de se unir a Caska e ter uma família com ela. Mas ao ver Guts junto com Caska, todas as suas esperanças, tudo dele acabou. Seu desespero foi tanto, que acordou o Behelit vermelho que usava como colar, e os God Hand foram evocados. Eles ofereceram-no um posto dentre eles, caso sacrificasse tudo que lhe era mais caro. E ele aceitou.
Foi então que O Eclipse começou...

O Eclipse...
Todo o Bando do Falcão foi sacrificado. Cada alma viva foi devorada e destruída pelos Apóstolos, pelos God Hand. O único que sobreviveu sem dano algum do Eclipse foi Rickert, pois estava longe do local do Eclipse.

Guts e Caska foram marcados com o Estigma, mas conseguiram sobreviver, pois Griffith quis fazer Guts sofrer. Ele ordenou que uma apóstolo o segurasse, enquanto estuprava Caska na frente de Guts, enquanto o encarava nos olhos durante todo o ato.

Desesperado para salvá-lo, Guts corta fora o próprio braço, mas a apóstolo o derruba no chão, arranca e esmaga um de seus olhos, e é preso de novo. Ele e Caska morreriam em breve, não fosse pelo Cavaleiro Esqueletal, uma figura misteriosa que via Guts como "um lutador contra o destino". A figura misteriosa desapareceu assim que os resgatou. Desamparados, com Guts tendo perdido um braço e um olho, e Caska tendo sido estuprada até a insanidade, e com o mundo de ambos sem nada a oferecer-lhes exceto miséria.

Foi esse Guts que apareceu no primeiro volume de Berserk, foi esse Guts que Puck conheceu e se assombrou. Um Guts que havia perdido tudo na vida duas vezes, um Guts louco por vingança e com um ódio ilimitado contra apóstolos.

Demoraram uns dois arcos para que Guts finalmente começasse, de novo, a superar o incidente mais recente. Re-encontrou-se com Rickert e Caska, fez um novo time, com Schierke, Isidro, dentre outros, e viveu inúmeras aventuras, uma das mais notáveis sendo a luta contra o Conde, onde ele demonstra sua psicopatia ao esfaquear o Conde ininterruptamente na frente de sua filha, gargalhando sadisticamente durante todo o processo, onde ele também "aconselha" a filha do Conde a se matar, pois alguém como ela, como disse Guts, "provavelmente irá para o Paraíso. Ou melhor, para o inferno, aí você (Menina) vai poder ver o "papai" e a "mamãe" de novo". Ele também é visto chorando no final de tudo, depois de ouvir da própria filha do Conde que iria matá-lo algum dia. Ele zombou dela, claro, mas assim que virou as costas e começou a sair, Puck percebeu que ele estava chorando. Eu fiquei surpreso quando li, honestamente, mas vi uma teoria que achei muito interessante, de que ele havia deixado a filha do Conde ficar determinada a se vingar para dá-la uma razão de viver. Uma má razão, mas ainda uma razão para não se matar, e que talvez, muito talvez, houvesse lembrado-o de Griffith e do que acontecera.

Guts chorando.


Com uma história dessas, podemos ver o quanto Guts sofreu durante a sua vida, e o quando ele se "recuperou" de cada incidente.
Guts é, sobre todos os efeitos, um homem destruído. Traído duas vezes, uma pelo pai adotivo, outra por Griffith, com seu mundo inteiro tendo desabado duas vezes (Novamente, com a morte de seu pai e a destruição do primeiro Bando do Falcão), Guts é um personagem extremamente notável.
Ele teve vários traumas durante a sua vida, que o marcaram para sempre (Literalmente). Medo de contato com homens, um ódio quase infinito contra Apóstolos (E Griffith), crueldade e indiferença, uma atitude meio niilista. Apesar disso tudo, Guts se recupera. Ele tenta superar novamente, ele tenta superar o fato de que Caska está mentalmente quebrada, e ele está conseguindo. Guts, para quem não acompanha o mangá/anime cuidadosamente, parece somente um típico fodão com armas fodonas, o tipo de personagem clichê que todos odeiam (Ou amam). Mas para quem o conhece, sabe muito bem que ele é muito mais do que isso. Ele é um exemplo de força. Ele é um exemplo de que você pode superar os obstáculos, não importa o quão grande (Literal e figurativamente falando). Ele é o exemplo do quão a humanidade é forte.
Ele, desde o último arco, é alguém corajoso e determinado, brutal e violento, marcado pelo seu passado, mas decidido a superá-lo. Um homem que realmente merece a palavra "herói", embora não no sentido mais literal da palavra.


Antes de terminar o post, gostaria de dizer uma coisa. Berserk não é um anime preto-e-branco (No sentido figurado), como muitos devem achar, com Guts sendo o "cara do bem", e Griffith "o cara do mal". Tem muitos poréns nessa história.

Guts tem boas intenções, claro. Ele mantém seu grupo vivo, protege Farnese e Caska ferozmente, e geralmente falando, ele fez o bem a muitos que ele encontrou durante a sua jornada. Porém, ele não é um santo. Além do seu óbvio sadismo e obsessão por vingança, a sua besta interior, O Cão, tem extrema influência sobre Guts, quase o fazendo estuprar a Caska insana. Guts também trouxe grande sofrimento ás pessoas que tentaram ajudá-lo, dentre estas, temos três óbvios exemplos: Vargas, o médico do castelo (O qual Guts retribuiu a ajuda com uns chutes e empurrões), um padre e uma garota (Dá para argumentar de que ele não poderia ter feito nada sobre isso e que ele até tentou avisar, então pode ser desconsiderado) e Griffith. Sim, Guts traiu Griffith. Pelo menos, foi assim que Griffith encarou a questão. Depende do ponto de vista. Ao abandonar Griffith, Guts queria se tornar um igual... Mas ao abandoná-lo, Griffith achou que Guts quebrara sua confiança não só como guerreiro e "servo", mas como amigo. Foi essa traição que levou Griffith a cometer o Eclipse.
Griffith também teve boas intenções. Que ele é meio que um psicopata, que não se importa com a vida dos outros, isso é verdade. Mas ele dá incrível importância a vida de seus amigos, e seu sonho é ter um reino e manter a paz absoluta. Ele quer fazer todos, humanos e monstros, viverem em paz, e não necessariamente sob ditadura, racismo, ou outros clichês tão vistos em qualquer série. Porém, ele é extremamente cruel, e não tem nada, NADA moralmente falando que limite seus objetivos, especialmente após o Eclipse, onde ele não está nem aí em matar cidades inteiras e cometer mudanças planetárias pelo seu sonho. E o estupro de Caska na frente de Guts também é um óbvio testamento de sua crueldade.
Não é uma questão de Bem V.S. Mal. É uma questão de Guts VS Griffith, e embora eu torça para Guts, qualquer um que diga que Griffith é só um vilão cruel, cuja morte o satisfaria 100%, realmente precisa ler Berserk novamente. Por mais que eu adore Guts, a morte de Griffith iria me entristecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário