PESQUISA



smc

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Hulk e Wolverine: Seis Horas


Roteiro: Bruce Jones 

Arte: Scott Kolins
 

Cores: Lee Loughridge
 

Capas: Simon Bisley
 

Sinopse: "Para Wolverine, era apenas um período de descanso em suas frenéticas aventuras ao lado dos X-Men. Para Bruce Banner, um voo clandestino que o levaria para longe das sinistras forças que o perseguem. Para os Traficantes Whitie e Sid, uma fuga após um grande golpe. Para o jovem Kyle Hatcher, apenas um chato acampamento de verão. Uma armadilha do destino os uniu e agora a vida de um deles está nas mãos de dois dos mais perigosos heróis do universo Marvel."

Opinião: 
 Lembro que ao comprar Hulk e Wolverine: Seis Horas na banca, a arte de Simon Bisley me chamou rapidamente a atenção, e como estava plastificado, pensei que os desenhos no interior também era do mesmo artista. Me enganei!  Mas já que estava com a HQ em mãos, depositei minhas esperanças em traços tão diferentes como a de SB e com um enredo cheio de tensão, surpresas, e é claro, muita luta (afinal, é o Hulk e Wolv).

Ao abrir a revista, a arte de Scott Kolins já me deixou decepcionado. Não pelo seu estilo tradicional, mas parece que em algumas sequências, estava com preguiça de desenhar, fica notável principalmente nos olhos do Hulk, lembrando de melhorar os traços apenas nas sequências ''close up'' (e olhe lá). Só me restava a história: um jogo de acontecimentos que tem um bom início. Os diálogos dos personagens, completando as cenas de outros, ficou até legal, e parece que tudo vai acontecer de acordo com minhas expectativas, que vai aumentando, principalmente depois do Triturador aparecer e espalha sangue fácil durante o caminho. 



A ação é equilibrada, e o drama, representado na preocupante espera dos pais adotivos ao saber do ocorrido, é demonstrado de uma forma amena. Achei que as melhores partes ficam por conta da piloto do avião, Margie White, que tenta se livrar com perspicácia, em cada dificuldade enfrentada para salvar o adolescente junto aos traficantes. Também gostei do encontro de Logan com o Triturador, mesmo acontecendo muito rápido, o final da luta é bem ''estilo Wolverine''. Já o Bruce é destacado no conhecimento e como de costume, a tentativa de controlar seu monstro interior. 

Apesar das falas divertidas entre Bruce e Logan, um sempre  mostrando "carinho" pelo outro e se juntando para salvar a vida do garoto até as dezoito horas, achei que a história não se sustenta muito bem. A única transformação empolgante do Hulk é no começo, deixando o confronto com o Wolverine no fim, bem fraquinho. Basta um "estalar de dedos" e já acabou, tudo foi resolvido e os personagens saem felizes...com exceção dos conhecidos mutantes, é claro!

Conclusão: Péssimo - Ruim - Regular - Bom - Ótimo


Nenhum comentário:

Postar um comentário