Pesquisar este blog

smc

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

CINCO JOGOS QUE EU SONHO EM JOGAR UM DIA


Após umas duas semanas sem postar nada, revi um dos meus títulos pra texto e achei esse aqui. Hoje em dia eu não gosto e conheço tanto de vídeo game como há uns oito anos atrás, mas ainda gosto bastante, abaixo segue cinco jogos que eu sonho há vários anos que existam, se algum deles existir ou semelhante, por favor recomende nos comentários.

GTA GOTHAM CITY
 

GTA V é o melhor jogo já feito até hoje para mim. Simples assim. Não preciso nem dizer o quanto ele inovou, ou como a franquia soube explorar o conceito de “mundo aberto” (hoje item recorrente em boa parte dos melhores jogos, e termo recorrente nesse post). Gotham é fascinante para servir de cenário para um jogo como GTA, só que dentro do universo do morcego. Seria uma espécie de casamento aprimorado entre os jogos da série Arkham e GTA V. Pra ficar mais fascinante, além de poder ter a opção online e poder criar o personagem nela, o modo história poderia ser dividido entre o lado dos heróis e vilões, sendo tendo a opção de seleção de três personagens de cada lado, de um Bruce Wayne, Jim Gordon e Alfred e do outro Coringa, Bane e Espantalho.

 




XADREZ ONLINE 3D COM CONSTRUÇÃO DE PERSONAGENS E MODOS DE CÂMERA

 

Xadrez é mais que um jogo, é uma filosofia. Por anos sempre procurei um jogo de xadrez online ou para zerar que obedece todas as regras do mesmo, e no qual pudéssemos construir personagens e ter uma interação realista nos vídeo games. Já vi ser feito para vários esportes, desde golfe á tênis, mas não ainda para o xadrez. Seria bem interessante um jogo no qual além de criar um jogador e andar pelo mundo aberto entre épocas selecionáveis, do final de 1700 para cá, o jogador pudesse rever ou até mesmo presenciar e mudar partidas históricas como a de Napoleão Bonaparte contra o Turco em 1809, além de cada ação sua resultar em várias mudanças no mundo enxadrístico, poder encontrar o Kasparov ainda criança e por ai vai. Um jogo como esse seria “menos agressivo” que GTA, o jogador poderia ir criando uma família e ir passando até os dias atuais de geração em geração. Quem sabe em menos de 20 anos chegue a existir um jogo tão ambicioso como esse?


MARVEL V.S DC

 

Apesar de improvável, comparado com os outros dois, esse é um sonho de décadas e que parece cada vez mais próximo. Como todo gênero predominante em Hollywood que concede rios de dinheiro, eu creio que em menos de dez anos essa “febre” de super-heróis no cinema vai começar a apagar. Acuadas, tanto a Marvel quanto a DC vão se arriscar a algo maior... E na era dos Games, sugiro que vão começar por aqui. Um jogo como Marvel V.S DC com no mínimo 50 personagens jogáveis no modo árcade unindo o melhor de Marvel V.S Capcom e Injustice seria a chama necessária para o então irrealizável filme com esse mesmo nome fosse feito, seria o fechamento de chave de ouro dos super-heróis no cinema.


TREINAMENTO REALISTA NO EXERCÍTO PARA GUERRA DO VIETNAM

 

Já joguei bastantes jogos de guerra, desde Medal of Honor á Call of Duty, (que são excelentes) mas ainda falta algo. O que eu imagino seria um jogo de mundo aberto (mais um vez) onde mostre a real guerra de treinamento em pelo menos metade do jogo. Desde do alistamento, as porradas que leva dentro do quartel, todas as torturas psicológicas para tentar fornecer ao jogador a mínima sensação do sofrimento, orgulho, honra, muitas vezes desonra que é a guerra, e não só uns disparos em linhas inimigas. E uma guerra perfeita para um jogo assim seria mais uma vez a do Vietnam, contendo toda a crueldade de ambos os lados. Filmes como Full Metal Jacket e Apocalipse Now seriam ótimos guias. Além de que seria interessante o jogador poder escolher sobre qual lado ficaria, optando entre jogar na 1° e 3° pessoa.
 


HOMENS DAS CAVERNAS

 

Esse jogo eu vejo próximo a existir. Um mundo aberto no qual o jogador ainda primata, deva sobreviver no mundo sem regras e parcialmente desconhecido da Idade da Pedra. Que teste a inteligência do jogador e não dê nenhuma dica, que apenas o ponha lá, sem nenhuma missão aparente, para que ele vá descobrindo como caçar e comer, se esconder, onde dormir e como conseguir deixar sua “marca” na história.




Nenhum comentário:

Postar um comentário