Pesquisar este blog

sábado, 14 de dezembro de 2019

Uma Praia do Caralho

Escrito por: Marreta do Azarão

It's raining men! Aleluia! It's raining men!
Ou, pelo menos, a parte mais importante de suas anatomias.
Tá chovendo rola na praia de Drakes Beach (Califórnia, EUA)! 
Os banhistas que estiveram por lá na última sexta-feira (06/12) foram surpreendidos pela presença de milhares peixes-pênis a cobrir as areias do balneário. Era piroca pra tudo quanto é lado!
Os frequentadores da praia ficaram, literalmente, pisando em ovos enquanto caminhavam por suas areias. O peixe-pênis, na verdade, não é um peixe, é um verme, um invertebrado, um "sem-osso" - é óbvio -, de nome científico Urechis unicinctus. O peixe-pênis é um verme marinho do hemisfério Norte, marrom amarelado e com um corpo cilíndrico que vai do japonês ao Kid Bengala, podendo medir de 10 cm a 30 cm.
Eles vivem em tocas no fundo do mar e é comum que alguns sejam arrastados pela maré até a praia após a ocorrência de tempestades, mas nunca antes tinham sido vistos em tal quantidade.
Com o fenômeno da "maré de rola" ganhando notoriedade mundial, a Drakes Beach se tornará em um dos principais destinos turísticos da comunidade LGBTQI-alfa-ômega-etc e também das encalhadas, da mulherada do MST, o Movimento das Sem-Tarugo.
Consigo visualizar caravanas imensas de divorciadas, desquitadas, mal-amadas e avulsas afins aportando nas promissoras areias de Drakes Beach. Consigo ver cruzeiros e mais cruzeiros de transatlânticos abarrotados de boiolas, baitolas, bichas loucas e cervídeos de todas as espécies atracando em Drakes Beach. Todo mundo louco para sentar em suas areias. Para pescar em suas piscosas águas.
A praia será point dos mais badalados e concorridos para o próximo verão. Os novos frequentadores disputarão, literalmente, cada centímetro da orla de Drakes Beach!
Aliás, deixo aqui a sugestão de viagem para o ex-boiola e o seu crush, o Renatão, que, em todos os carnavais, dirigem-se a destinos turísticos paradisíacos para curtirem juntinhos a folia de Momo.
Finalizando, deixo aqui registrado um protesto formal contra a Natureza, deixo lavrado aqui um boletim de ocorrência contra a Evolução, por preconceito e discriminação  a nós, os heterossexuais, os machos das antigas.
E o peixe-buceta? Cadê? Não buceta com cheiro de peixe, que é coisa muito diversa. Cadê o peixe-buceta? Alguém já ouviu falar no peixe-buceta?
Pescador de piroca exibindo um peixe-pênis e revelando a um repórter que irá soltá-lo : "este ainda é pequeno, miudinho, vou devolvê-lo ao mar, para que cresça mais um pouco".

Pããããããta que o pariu!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário