Breaking

Pesquisar este blog

quarta-feira, 15 de maio de 2019

O CONSELHO MAIS IMPORTANTE QUE JÁ RECEBI DE UM GRANDE MESTRE W



[Texto da tag “Escritor Convidado”, escrito pelo GM Rafael Leitão, o texto é um dos vários que chegam dele semanalmente no e-mail, que podem ser assinados gratuitamente em seu site: https://rafaelleitao.com/]

Qual a principal diferença entre mestres e amadores quando jogam xadrez? O que você acha? Aberturas bem preparadas? Cálculo de variantes?

Eu acho que não é isso. A maior diferença (não a única, claro) é que amadores movem as peças de forma aleatória. Mestres jogam com planos.
 
O conselho mais importante que recebi para o meu entendimento do xadrez veio de um dos grandes mestres mais fortes da história do Brasil.



Nunca me esqueci do que o GM Jaime Sunye sempre me falava quando eu era criança: “Nunca seja um jogador que simplesmente move as peças. Seus lances precisam formar um plano”. Ele tinha uma outra versão desse mesmo ditado: “Ah, aquele jogador não é bom. Ele simplesmente faz lance”. Ele queria dizer: lances e não planos.


Realmente há um abismo entre o jogo dos amadores e o dos mestres nesse sentido. Amadores muitas vezes não sabem o que fazer e apenas movem as peças. Os grandes enxadristas sempre tentam jogar de acordo com um plano. Mas como você pode começar a dar mais sentido aos seus lances?

O segredo não é fazer planos de 5, 6 ou mais jogadas adiante. Isso não existe. O que você deve fazer é sempre pensar em pequenos planos, de 2-3 lances na frente e observar as intenções do seu adversário. E você deve sempre buscar a harmonia no seu jogo - uma jogada fazendo sentido com a seguinte.

Esse é o segredo para não ser um jogador que apenas move as peças. Mas como encontrar o miniplano correto? Quais os elementos que devem ser considerados?

Nas minhas aulas eu mostro o caminho exato que você deve percorrer para avaliar os fatores mais importantes da posição. É preciso entender o que nos diz o material, a estrutura de peões, a mobilidade das peças e a segurança dos reis.

Treinando do jeito certo, após algum tempo esses elementos se tornam intuitivos. Você poderá ser capaz de olhar para uma posição e em pouco tempo fazer uma boa avaliação e perceber os planos para ambos os lados.

Na Academia temos várias coleções que podem ajudá-lo a entender melhor o xadrez, fazer os planos certos e parar de simplesmente empurrar madeira.


Nenhum comentário:

Postar um comentário