Maratona Novos 52 - Universo Liga da Justiça Parte 5 - OZYMANDIAS_REALISTA

Breaking

Ano IV! Quadrinhos, cinema, opinião, downloads, xadrez e mais 200 coisas.

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Maratona Novos 52 - Universo Liga da Justiça Parte 5


Guia com todas as postagens anteriores da maratona:


Li Liga da Justiça #13-17 e Aquaman #14-16, do encadernado Justice League: Throne of Atlantis, com roteiro de Geoff Johns e desenhos de Ivan Reis, Paul Pelletier e Tony S. Daniel, e farei breves comentários sobre as edições.

Edição #13: A Mulher-Maravilha está tentando ajudar Bárbara Minerva a se livrar de sua maldição da Mulher-Leopardo. O Lanterna Verde foi embora. Batman e Aquaman disputam a liderança da Liga da Justiça. É um momento de mudanças na equipe.

Edição #14: Durante o confronto, Superman é infectado pela Mulher-Leopardo e acaba sendo subjugado por ela. A Mulher-Maravilha, Flash e Aquaman vão ao encalço de Bárbara Minevra, enquanto Batman socorre o Homem de Aço.

Edição #15: Um navio americano, o USS Mabus, dispara no oceano durante um teste de mísseis sem imaginar as casualidades fatais no povo atlante. A Liga é chamada para investigar, pois a marinha suspeita de sabotagem. De repente, algumas cidades como Boston, Gotham e Metrópolis são atingidas por uma onda gigantesca. Tem início a saga Trono da Atlântida.

Aquaman #15: Aquaman identifica esses ataques como parte dos Planos de Guerra Atlantes. Ele, Mera e Batman salvam quantos podem em Gotham. Em Metrópolis, Vulko parece que pede para que o Supeman e a Mulher-Maravilha avisem Artur sobre os ataques. Muitas vítimas fatais na segunda parte de Trono da Atlântida.

Edição #16: O Rei Orm, meio-irmão de Arthur, vai até a superfície declarar guerra e submergir a cidade de Boston. Cyborg vai atrás do Dr. Stephen Shin, o próximo alvo atlante. Aquaman acaba confrontando seus companheiros da Liga a fim de evitar uma catástrofe. A hora da guerra chegou na saga Trono da Atlântida.

Aquaman #16: Superman, Batman e Mulher-Maravilha fora capturados por Orm. Tudo parece perdido e Cyborg convoca todos os heróis que estão disponíveis. Enquanto Aquaman tenta libertar seus amigos do fundo do fosso, em Boston, uma equipe formada por Gavião Negro, Nuclear, Víxen, Canário Negro, entre outros, tenta segurar o avanço do exército atlante.A saga Trono da Atlântida continua.

Edição #17: O ato final de Trono da Atlântida. Cyborg e Mera chegam para ajudar Aquaman e libertar Batman, Superman e Mulher-Maravilha. Em Boston, as criaturas do Fosso atacam até mesmo Orm e seu exército atlante. Finalmente o verdadeiro orquestrador por trás dessa guerra é revelado.

Crossover entre as revistas da Liga da Justiça e do Aquaman, ambas escritas por Geoff Johns. Uma trama, cuja identidade do verdadeiro responsável foi mantida em segredo até a penúltima edição. Muita ação, traição e algumas saídas razoáveis. Leitura satisfatória.


Li The Flash #13-19, do encadernado The Flash: Warfare, com roteiro e desenhos de Francis Manapul e Brian Buccellato, e farei breves comentários sobre as edições.


Edição #13: O exército do Rei Grodd invade sem aviso Central City, bem no meio do confronto entre o Flash e a Galeria dos Vilões. Apesar da animosidade, agora é hora deles unirem forças. Capitão Frio, Onda Térmica, Mago do Tempo e Patinadora sabem que a cidade é deles também.

Edição #14: O inesperado aconteceu. Grodd acessou a Força de Aceleração e agora, além de extremamente forte, está super-veloz também. Nem mesmo a Galeria dos Vilões está conseguindo deter os gorilas de levarem reféns humanos. Turbina e Patty encontrar Solovar.

Edição #15: No momento em que Solovar salva Barry Allen, Patty Spivot descobre que seu namorado supostamente morto é o Flash. Mesmo assim, ele fica gravemente ferido pelo confronto com Grodd, que, enfraquecido, precisa de mais Força de Aceleração.

Edição #16: Depois de analisar todas as possibilidades, o Flash conclui que a única maneira de acabar com a ameaça, é se entregando ao Rei Grodd. Em Central City, a Galeria, agora contando com a ajuda do Mestre dos Espelhos resgatam os civis das garras dos gorilas.

Edição #17: Flash consegue atrair Grodd para dentro da Força de Aceleração e acaba encontrando Íris e outros que foram tragados anteriormente. Em Central City, a Galeria dos Vilões ajuda a polícia a libertar a multidão de pessoas que estão sob o controle mental de Grodd.

Edição #18: A descoberta da identidade secreta do Flash se tornou um alívio para Barry em seu relacionamento com Patty Spivot. Ainda mais agora, que ele não conseguiu seu emprego de volta depois de ter sido declarado morto. Albert e Gómez, dois dos que estavam com Íris na Força de Aceleração ganharam habilidades e querem ser treinados pelo Velocista Escarlate.

Edição #19: Axel Walker, o Trapaceiro está preso em Iron Heights, suspeito de um assassinato que ele garante não ter cometido. Seus companheiros, os Forasteiros estão decididos a invadir a prisão e libertar seu amigo. Barry Allen acabou de perder misteriosamente seus poderes e precisa impedir a fuga de Axel.

O terceiro volume começa com um arco em cinco partes do Flash lidando com Grodd e seu exército de gorilas. Decidido a tomar todos os poderes do Flash, Grodd coloca em prática seu plano definitivo. Um arco bem desenvolvido resgatando mais um inimigo clássico do Flash com a roupagem dos Novos 52. Ao mesmo Manapul e Becellato mantém as interações interessantes e as subtramas também, além de continuar explorando os poderes do herói. Leitura recomendada.


Li Arqueiro Verde #14-16, 0 e Gavião Negro #14, do encadernado Green Arrow: Harrow, com roteiro de Ann Nocenti e desenhos de Freddie Williams II, e farei breves comentários sobre as edições.

Edição #0: Antes dos Novos 52. O jovem Oliver Queen está dando uma festa em uma das plataformas petrolíferas das Indústrias Queen. De repente, um grupo de saqueadores invade a instalação e acaba com a festa. O mimado Oliver irá aprender uma lição que o moldará definitivamente.

Edição #14: Ao retornar de sua viagem à China, o Arqueiro Verde vê uma batalha nos céus entre o Gavião Negro contra outros guerreiros alados de Thanagar. Durante a luta, os thanagarianos levam Emma Ziegler, amiga de Carter como refém. Agora, o Arqueiro Verde e o Gavião Negro devem unir suas forças em prol de um mesmo objetivo. História relacionada ao crossover Procura-se Gavião Negro.

Gavião Negro #14: Com a ajuda do Arqueiro Verde, Carter e Emma descobrem pistas que os levam até Nova York. Lá, o Gavião Negro se depara com o Exterminador, que está atrás de respostas sobre sua armadura feita de Metal Enésimo. Essa história se conecta com a edição #14 da revista Exterminador.

Edição #15: Depois de interceptar uma carga de contrabando de armas, a cabeça do Arqueiro Verde é colocada à prêmio. Uma recompensa de 50 mil dólares pelo arqueiro esmeralda. E para piorar, Oliver ainda sente os efeitos de sua luta contra os guerreiros de Thanagar.

Edição #16: O Arqueiro Verde consegue prender Harrow e cancelar a recompensa por sua cabeça. Mas ainda tem um problema pendente, precisa impedir o jovem Pike de destruir o arsenal de armas durante um desfile comemorativo.

O Arqueiro Verde se envolve no arco Procura-se Gavião Negro e, em seguida, luta por sua vida e pela vida da cidade. Talvez por estar em seus trabalhos finais e sem a possibilidade de dar continuidade, a escritora Ann Nocenti procurou resolver tudo de maneira tão rápida e mal feita que o resultado foi uma narrativa fragmentada e tramas e personagens completamente mal resolvidos. Leitura insatisfatória.


Li Aquaman #14-16, 0 e Liga da Justiça #15-17, do encadernado Aquaman: Throne of Atlantis, com roteiro de Geoff Johns e desenhos de Ivan Reis e Paul Pelletier, e farei breves comentários sobre as edições.

Edição #14: Aquaman desconfia do responsável por trás dos recentes ataques ao mundo da superfície, inclusive da tentativa do Arraia Negra de roubar relíquias atlantes escondidas. Na prisão de Belle Reve, o Arraia Negra tenta escapar das mãos de Amanda Waller.

Liga da Justiça #15: Um navio americano, o USS Mabus, dispara no oceano durante um teste de mísseis sem imaginar as casualidades fatais no povo atlante. A Liga é chamada para investigar, pois a marinha suspeita de sabotagem. De repente, algumas cidades como Boston, Gotham e Metrópolis são atingidas por uma onda gigantesca. Tem início a saga Trono da Atlântida.

Edição #15: Aquaman identifica esses ataques como parte dos Planos de Guerra Atlantes. Ele, Mera e Batman salvam quantos podem em Gotham. Em Metrópolis, Vulko parece que pede para que o Supeman e a Mulher-Maravilha avisem Artur sobre os ataques. Muitas vítimas fatais na segunda parte de Trono da Atlântida.

Liga da Justiça #16: O Rei Orm, meio-irmão de Arthur, vai até a superfície declarar guerra e submergir a cidade de Boston. Cyborg vai atrás do Dr. Stephen Shin, o próximo alvo atlante. Aquaman acaba confrontando seus companheiros da Liga a fim de evitar uma catástrofe. A hora da guerra chegou na saga Trono da Atlântida.

Edição #16: Superman, Batman e Mulher-Maravilha fora capturados por Orm. Tudo parece perdido e Cyborg convoca todos os heróis que estão disponíveis. Enquanto Aquaman tenta libertar seus amigos do fundo do fosso, em Boston, uma equipe formada por Gavião Negro, Nuclear, Víxen, Canário Negro, entre outros, tenta segurar o avanço do exército atlante.A saga Trono da Atlântida continua.

Liga da Justiça #17: O ato final de Trono da Atlântida. Cyborg e Mera chegam para ajudar Aquaman e libertar Batman, Superman e Mulher-Maravilha. Em Boston, as criaturas do Fosso atacam até mesmo Orm e seu exército atlante. Finalmente o verdadeiro orquestrador por trás dessa guerra é revelado.


Crossover entre as revistas da Liga da Justiça e do Aquaman, ambas escritas por Geoff Johns. Uma trama, cuja identidade do verdadeiro responsável foi mantida em segredo até a penúltima edição. Muita ação, traição e algumas saídas razoáveis. Leitura satisfatória.

Li Mulher-Maravilha #13-18 e 0, do encadernado Wonder Woman: Iron, com roteiro de Brian Azzarello e desenhos de Cliff Chiang, e farei breves comentários sobre as edições.

Edição #0: Seguindo a tradição das Amazonas, no dia de seu décimo segundo aniversário natalício, Diana traz um “prêmio” à altura de sua mãe e rainha Hipólita. Na mesma noite, porém, é magoada por um comentário maldoso e acaba sendo treinada pelo Deus da Guerra, onde aprenderá as mais profundas lições que carregará para o resto de sua vida.

Edição #13: De acordo com as profecias, um filho de Zeus assassinará outro e ascenderá ao trono de seu pai, colocando Apolo em alerta. Zola está bem, mas seu filho foi levado por Hermes. Diana precisa de ajuda, e vai até a Líbia em busca de Siracca.

Edição #14: Diana confronta sua meia-irmã Siracca, mais uma das vítimas do ciúme de Hera com os filhos bastardos de Zeus. Na Antártida, um grupo expedicionário encontra o Primogênito, filho de Zeus e Hera, e predestinado ao trono do Olimpo.

Edição #15: Siccara tentou mas não conseguiu ajudar muito. A próxima parada, é encontrar outro filho de Zeus, Milão. Dessa vez, a Mulher-Maravilha tem a companhia de Lennox. Mas, ao encontrar seu irmão, Lennox é surpreendido pela presença de Órion, dos Novos Deuses.

Edição #16: Órion explica que sua missão na Terra é deter uma ameaça ao universo inteiro. O ultimo da linhagem de Zeus, possivelmente se referindo ao bebê de Zola. Milão detecta a presença da criança. Hermes a levou até Deméter, a Deusa da Colheita.

Edição #17: Diana, Lennox e Órion saem à procura de Hera e Zola. Ares aceita ajudar a Mulher-Maravilha a encontrar Deméter. O Primogênito já sabe o que tem de fazer e decide que é hora de partir, mas os deuses não parecem dispostos a permitir.

Edição #18: Nos domínios de Deméter, Hermes confronta a Mulher-Maravilha e Órion intervém. Enquanto os dois tentam sobrepujar o veloz Deus Mensageiro, Ares toma a criança de Deméter e desaparece. Poseidon tenta deter seu sobrinho, o Primogênito.

O terceiro volume de Mulher-Maravilha mostra a busca pelo bebê de Zola e a revelação do Primogênito, o filho de Zeus que teria o direito legal ao trono do Olimpo. Em um ritmo rápido, dinâmico e cínico, o escritor Brian Azzarello não perde tempo com detalhes e impõem uma sucessão de acontecimentos que cultiva o interesse do leitor. E mais um ponto positivo ao inserir Órion, dos Novos Deuses em uma roupagem ligeiramente diferente do que o de costume. Leitura recomendada.


Li Nuclear #13-20, do encadernado The Fury of Firestorm – Nuclear Men: Takeover, com roteiro e desenhos de Dan Jurgens, e farei breves comentários sobre as edições.

Edição #13: Nuclear está defendendo uma base aérea dos ataques de um robô gigante que consegue neutralizar os poderes de transmutação. Em seguida, vai investigar uma invasão nos Laboratórios STAR, sem desconfiar de que tudo não passa de um teste.

Edição #14: Atraído pelo Dr. Megala, Nuclear percebe a armadilha e consegue se livrar antes que o cientista pudesse concluir suas experiências e tomar o controle sobre o jovem herói atômico. Mas não antes de ficar exposto ao campo quântico.

Edição #15: Finalmente o Dr. Megala conseguiu transferir sua mente para o corpo do Nuclear, mas acabou sucumbindo a tanto poder. O Capitão Átomo detecta essa ameaça e retorna à Terra para impedir que seu antigo colega vá longe demais.

Edição #16: Durante o confronto com o Nuclear, o Capitão Átomo supostamente se sacrificou para impedir que o herói atômico morresse. Com Megala em coma, os cientistas do Continnum não desistiram de capturar o Nuclear, que decidiu invadir o complexo secreto e acabar com a ameaça deles.

Edição #17: Está na hora de limpar a bagunça deixada pelo Dr. Megala quando ele estava no controle do Nuclear. Remodelar o Monte Rushmore foi apenas o primeiro passo. A ação seguinte é reconstruir o prédio dos Laboratórios STAR. E Robin Vermelho e seus Novo Titãs desconfiam de que o Nuclear pode estar trabalhando para a Momentum.

Edição #18: Quando volta pra casa, Ronnie percebe que sua mãe foi sequestrada. Depois de seguir algumas pistas falsas, Ronnie localiza sua mãe, Mas mesmo com os poderes do Nuclear pode ser difícil livrá-la das garras de Multiplex.

Edição #19: Multiplex tenta absorver os poderes do Nuclear, mas é temporariamente impedido. Porém, a chegada de vários super-vilões como Plastique, Nevasca e Tufão pode ser demais para os jovens Ronnie e Jason lidarem dessa vez.

Edição #20: Quando tudo parecia perdido, o General Eiling envia o Major Força para salvar o Nuclear e trazê-lo definitivamente para sua instalação secreta. Com os vilões derrotados, é hora do herói atômico enfrentar a ameaça militar.

Último arco da mensal do Nuclear, um herói com grande potencial e que foi sendo desperdiçado desde o início de sua série. Aqui, o veterano escritor e desenhista Dan Jurgens tenta alguma coisa trazendo personagens de apoio que foram importantes na mitologia do herói, mas sem sucesso. O estrago já tinha sido feito desde a origem do Homem Atômico. Leitura insatisfatória. 


Li Terra-2 #7-12 e 0, do encadernado Earth 2: The Tower of Fate, com roteiro de James Robinson e desenhos de Nicola Scott e Yidiray Cinar, e farei breves comentários sobre as edições.

Edição #0: A Terra-2 tinha apenas oito campeões da justiça – Superman, Supergirl, Mulher-Maravilha, Batman, Mulher-Gato, Robin, um outro ainda desconhecido e Terry Sloan, o primeiro Senhor Incrível. A história mostra como Sloan, um gênio científico se tornou uma das maiores ameaças que a Terra-2 poderia enfrentar.

Edição #7: Moça-Gavião propõe uma aliança com os novos Lanterna Verde e Flash, a fim de formarem uma força tarefa de defesa, mas Alan Scott está relutante. A decisão do Conselho Mundial em recrutar Terry Sloan desagrada Amar Khan, que passa a se preocupar com o bem-estar do planeta.

Edição #8: Preso na Terra, o Lobo da Estepe é convidado pelo Rei Marov, da nação bélica de Dherain para uma possível aliança. Mas essa união dificilmente daria certo. O Lobo da Estepe tem a seu favor a ajuda de Fúria, a filha da Mulher-Maravilha.

Edição #9: Um grande mal ainda está por vir, mas Khalid se recusa a portar novamente o elmo de Nabu. Ainda assim, concorda em vigiar Jay Garrick até que ele retorne. Quando chega à casa de sua mãe, Jay é surpreendido pela tropa do Conselho Mundial.

Edição #10: Khalid Ben-Hassin, Jay Garrick e sua mãe são abduzidos pelo mago Wotan até o Reino de Nabu. Wotan pretende possuir os poderes de Nabu, e para isso precisa ter acesso à Torre do Destino, por meio de Khalid, que precisa encontrar o elmo novamente.

Edição #11: Dentro da Torre do Destino, Flash irá enfrentar a criatura guardiã da torre e conseguir um tempo para Khalid encontrar o elmo de Nabu. Lobo da Estepe envia Fúria até Gotham para capturar o Senhor Milagre.

Edição #12: Mesmo correndo o risco de perder sua sanidade, Khalid volta a portar novamente o elmo de Nabu e servir como receptáculo do Senhor Destino, sua única chance de enfrentar Wotan. Na China, o Lanterna Verde investiga a morte de Sam com a ajuda da Mulher-Gavião, e descobrem um contrabando de corpos de parademônios de Apokólips.

Segundo arco de Terra 2 com o escritor James Robinson explorando esse novo mundo, introduzindo a mitologia do Senhor Destino. Ao mesmo tempo cria uma subtrama envolvendo o Lobo da Estepe liderando uma nação militar. Leitura interessante.


Li Melhores do Mundo #6-12, do encadernado Worlds’ Fiinest: Hunt and Be Hunted, com roteiro de Paul Levitz e desenhos de George Pérez, Kevin Maguire, e farei breves comentários sobre as edições.

Edição #6: Em Gotham City, Caçadora é surpreendida por Damian. Apesar dele ter certeza de que se trata de apenas mais uma ladra mascarada, percebe muitas semelhanças entre si. Enquanto isso, Karen continua tentando localizar locais que possuem energia de Apokólips.

Edição #7: Damian e Caçadora vão investigar quem está roubando dinheiro de Bruce Wayne. Poderosa rastreia um sinal no Congo atrás de um equipamento de parece ter ligação com Apokólips.

Edição #8: Helena realmente tem gostado de viver em Nova York. Mas em sua última ronda noturna, é vítima de um atentado e descobre que sua cabeça está à prêmio. Enquanto se recupera de seus ferimentos, sua amiga Karen vai atrás dos responsáveis.

Edição #9: A Poderosa está fora, perseguindo os terroristas que tentaram matar sua amiga, a Caçadora. Helena ainda se recupera de seus ferimentos, mas não tem muito tempo, pois a Ilha Starr acaba de ser invadida por uma força de elite fortemente equipada.

Edição #10: Depois de descobrir que Michael Holt (Sr. Incrível) foi o mandante pelo ataque à Ilha Starr, cada uma reage à sua maneira. Kara decide se vingar destruindo vários postos tecnológico de Holt. Já a Caçadora resolve investigar os motivos que levaram o Sr. Incrível a empreender esse ataque, principalmente porque ele pode estar desaparecido... ou morto.

Edição #11: Desde o roubo de dinheiro de Bruce Wayne até a invasão nas instalações de Kara, a caçadora começa a montar o quebra-cabeça que parece levar à Michael Holt. Retornar às Indústrias Holt apenas confirmou suas suspeitas.

Edição #12: Exilado na Terra, Desaad decide revelar sua presença apenas para a Poderosa e a Caçadora. Isso acaba criando uma confusão para as Melhores do Mundo, pois outros pensam que elas estão atacando um inocente.



O segundo arco mantém o tom de humor e ação, distinguindo em a interação entre duas personalidades distintas e que trabalhar em prol do mesmo objetivo, que é retornar para seu planeta natal, a Terra-2. Leitura satisfatória.

Por Roger

Parte 01:


Parte 02:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog