PESQUISA



smc

sábado, 10 de outubro de 2015

Review: Y – O Último Homem (Edição de Luxo Livro Um – Panini)

Publicação da Panini, formato 18,5 x 27,5 cm, 260 páginas, lombada quadrada, capa dura, papel couché, R$ 72,00. Leia o review do Planeta Marvel/DC desse encadernado, só aqui com exclusividade no Ozymandias Realista. 


Sinopse:

Em 2002, a Terra mudou para sempre. Todas as criaturas com um cromossomo Y morreram instantaneamente ao redor do globo. Com a perda de mais da metade da população, a sociedade está à beira do colapso e cabe às mulheres o fardo de juntar os pedaços e tentar manter nossa civilização. Mas esse “generocídio” não foi tão completo assim. Por alguma misteriosa razão, Yorick e seu macaco de estimação foram poupados do extermínio. Do dia para a noite, esse desconhecido de vinte e poucos anos virou a pessoa mais importante do planeta e a chave para decifrar o mistério que varreu o sexo masculino do mapa. Só que, para ele, a pessoa mais importante do planeta é sua namorada e ela está no outro hemisfério do planeta, na Austrália. E nada o impedirá de ir ao encontro dela. Nessa cruzada por um mundo pós-masculino, homem e macaco descobrirão quão valiosos se tornaram: um como prêmio, o outro como alvo. Por Brian K. Vaughan (roteiro) e Pia Guerra (arte), este volume reúne as edições publicadas em Y: The Last Man # 1 a # 10.

Review:

O encadernado reúne dois arcos, o primeiro chama-se Extinção (edições #1-5), onde, repentinamente, o planeta inteiro se vê sem a presença de nenhum homem, ou qualquer animal do gênero masculino. O único sobrevivente Yorick Brown e seu macaco de estimação saem de Nova York até Washington para encontrar com sua mãe, a deputada Jennifer Brown. A recém-empossada presidente dos EUA, Margaret Valentine autoriza uma busca por parte de Yorick e da Agente 355 para encontrar a Dra. Allison Mann, especialista em clonagem que poderia ser a chave para saber o que aconteceu e encontrar uma cura através do DNA do jovem.


O segundo arco intitulado Ciclos (edições #6-10) acompanha o encontro de Yorick e a Agente 355 com a Dra. Mann que tem seu laboratório destruído. Então, os três se dirigem à Califórnia onde a Dra. Mann possui um laboratório reserva. No caminho vivem uma situação inusitada na pequena cidade de Marrisville, ocupada por mulheres que escondem um segredo do passado que pode acabar com sua paz e segurança. A irmã de Yorick, Hero, é atraída por um culto conhecido como Amazonas cuja filosofia é celebrar uma suposta “liberdade da mulher às mãos dos homens”e matar qualquer sobrevivente masculino, o que cria um grande problema quando Hero descobre que seu próprio irmão é um sobrevivente, talvez o único.


Bioterrorismo? Apocalipse Zumbi? Nada disso! Brian K. Vaughan traz uma visão diferente de como transformar a Terra num verdadeiro caos. Imagine, de repente, se deparar com uma multidão de corpos mortos, veículos encalhados, destroços de aviões e trens, a falta de experiência das mulheres, de um modo em geral, ao lidar com questões normalmente resolvidas por homens como a política e serviços prestados à comunidade como saneamento básico, etc. E para deixar a história mais interessante, há dois sobreviventes com o cromossomo Y de modo completamente misterioso. Uma leitura que prende a atenção, com bons momentos de suspense, humor, aventura e bons diálogos. Espero ansiosamente pelo próximo.

Por Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário