Pesquisar este blog

smc

sábado, 15 de julho de 2017

Conheça o Homem-Aranha de JMS!


"Sabe qual é o maior presente que alguém pode receber na vida? O maior presente que podemos receber é a chance de pelo menos uma vez, fazer a diferença."

Com o retorno do Homem-Aranha para as telas, agora nas mãos da Marvel Studius, não é difícil que surja aquela sensação de quero mais nos espectadores, e conteúdo o personagem tem de sobra, mais fácil se perder em referências do que não encontrar algo relacionado pra se entreter. Não deu pra fazer um enorme "Especial Homem-Aranha", mas vamos recomendar (já pela terceira vez, creio eu) o encadernado acima, volume 2 da coleção "Os Heróis Mais Poderosos da Marvel", que reúne vários trabalhos ricos.


Eles começam com a primeira história do personagem, onde é apresentada sua origem e seu dramático dilema de que "com grandes poderes... vêm grandes responsabilidades", a clássica "Amazing Fantasy #15". São poucas páginas, logo depois vindo a edição anual da revista, um especial onde surge o Sexteto Sinistro! Grupo de vilões unidos pelo Dr. Octopus para destruir o escalador de paredes. 41 páginas carregadas com todo o charme que Stan Lee e Steve Ditko colocavam nas histórias do personagem na época. Mesmo hoje o personagem já tendo enfrentado o sexteto várias vezes, dá pra notar como eles se dedicaram para essa edição anual. Eles colocam uma aparição especial de todos os heróis que eram publicados (os mesmos que continuam famosos até hoje) e há uma página de efeito especial caprichadamente desenhada por Ditko para o confronto contra cada inimigo que Peter Parker tem que encarar.


Mesmo sendo uma história dos anos 60, ela possui muitos fatores que continuam cativando, desde os personagens secundários que são cômicos, como Tia May e J. Jonah Jameson, até os dilemas dramáticos que marcam a vida do rapaz. Após tantas décadas, hoje todo mundo sabe que o Tio Ben foi baleado pelo bandido que Peter deixou passar, mas em "Sexteto Sinistro" isso ainda era uma cicatriz muito recente na vida do garoto, sendo possível redescobrir essa dor ao ler a história. Depois disso vêm em três partes "Feliz Aniversário", da época que o personagem era escrito por J. Michael Straczynski e desenhado por John Romita Jr. As histórias terminam comemorando a edição #500 da revista Amazing Spider-Man.


Próximo ao seu aniversário, Peter precisa sair no meio da noite para investigar porque uma tempestade vermelha está caindo na cidade. Há vários super-heróis já envolvidos, se trata de um ataque dos Sem-Mente, inimigos genéricos do Doutor Estranho. Junto a vários outros heróis dos Vingadores, do Quarteto Fantástico e dos X-Men, Homem-Aranha se mete na briga que ameaça devastar Nova York. A situação se complica, e envolvendo o Dr. Estranho, ela se complica em níveis dimensionais! Pode contar que JMS e Romita Jr. fizeram uma digna homenagem ao aniversário do personagem, a trama é muito emocionante, contendo reflexões bem pessoais e sinceras do Peter Parker sobre a trajetória de sua vida, nem por isso deixando de contar com boas cenas de ação. No final ela acaba sendo muito significativa sobre quem é o Homem-Aranha e porque nos identificamos gostando tanto dele mais do que de vários outros heróis. "Feliz Aniversário" é uma leitura emocionante, indispensável pra todos os fãs do personagem.


A aquisição do encadernado já valeria a pena por aí, mas tem mais. Em "Sábado no Parque com a Tia May", a simpática senhora compartilha seu ponto de vista sobre uma tarde de lutas do seu sobrinho contra um perigoso vilão. Caso você não saiba, nessa época a Tia May já havia descoberto sobre o alter-ego do Aranha. Mais uma história que conta com bastante sensibilidade do escritor e boas reflexões quanto a quem é o personagem e o que acaba representando. Em sequência, mais uma história diferente e inesperada, ainda mais que a da Tia May! Em "Vai Levar Calças Também, Moço?" você conhece Leo Zelinsky, um alfaiate de super-heróis e super-vilões! A ideia é bem criativa, já que mesmo sendo super-seres, eles sem dúvida precisam de algum lugar pra arrumar suas roupas que são destruídas em combate!


A ideia é engraçada, e claro que JMS não deixa de explorar o lado humorístico da situação, mas a história se trata de quando o velhinho tem que lidar com um dilema ético que envolve coragem e responsabilidade. É aí que sua história se cruza com a do bom Homem-Aranha, sendo a última história do encadernado. Depois ainda há uma linha do tempo de SEIS PÁGINAS contando todos os principais acontecimentos da história do Homem-Aranha, uma galeria de uniformes, uma pequena galeria de uma página indicando os vilões, um top 5 das melhores lutas que o personagem teve nos quadrinhos e duas páginas explicando a história por trás da criação do personagem por Stan Lee e Steve Ditko. É muita coisa! Esse encadernado conta com cinco histórias! Vamos revisar?

Homem-Aranha: primeira história do personagem.
O Sexteto-Sinistro: edição anual com a estreia do grupo de vilões, grande clássico.
Feliz Aniversário: Comemoração da edição #500 e uma belíssima homenagem à trajetória do herói.
Sábado no Parque com a Tia May: narrativa que mostra o ponto de vista da Tia May quanto à perigosa vida de seu sobrinho.
Vai Levar Calças Também Moço?: história que apresenta o alfaiate que tem super-clientes. Criativa e bonita.

Já fazem anos que esse capa dura foi lançado, mas a coleção da Salvat tem tido vários volumes republicados e este também está de volta às bancas. Ultimamente há vários encadernados, da coleção da Eaglemoss, por exemplo, que já passam de cinquenta reais no preço. Por se tratar do volume 2, esse encadernado do Homem-Aranha pode ser adquirido por menos de trinta reais!!! É ou não é imperdível???


Ultimamente o que não faltam são encadernados do aracnídeo nas livrarias e bancas de jornais. Mas se você estiver em dúvida de qual escolher, já tem aí uma grande recomendação! Pra quem ficou animado com o novo filme é a chance de conhecer esses exemplos de criatividade quando JMS e Romita Jr. trabalharam com o personagem. Se quiser conferir mais, há também dois outros encadernados da Salvat com as histórias dessa dupla que você pode procurar:

De Volta ao Lar: Tem o mesmo título do filme, mas a história tem absolutamente nada em comum. Aqui Peter e Mary Jane estão separados e em Manhattan surge o misterioso Ezekiel, que tem as mesmas habilidades de Peter e explica uma nova visão da origem de seus poderes, revelando que a picada da aranha não foi um acidente ou uma coincidência, mas havia sido planejado. Isso dividiu bastante a opinião dos fãs, a verdade é que a maioria não gostou, acaba sendo o ponto fraco onde a história se sustenta. Mas há pontos positivos, como Peter se tornar professor de ciências na escola e no que se trata de aventura, há uma longa batalha contra o Morlun, um tipo de vampiro que chegou na cidade para drenar a energia do Homem-Aranha. Os desenhos do John Romita Jr. são incansáveis! Por ter sido o primeiro volume dessa coleção a ser lançado, na época podia ser comprado por apenas R$9,90!


Revelações&Até que as Estrelas Esfriem: a primeira história, "Interlúdio", é tão obrigatória para os fãs do Homem-Aranha quanto "Feliz Aniversário". Acontece algo muito marcante na trajetória do personagem! A Tia May descobre seu segredo! Tudo é narrado de maneira muito competente e a simpática senhora se torna uma personagem ainda melhor do que já era. JMS sabe equilibrar bem o drama e o humor, retratando muito bem o relacionamento do sobrinho com a tia e também fazendo um Aranha que é bem nerd e engraçado mesmo, sem dúvida uma referência, há um momento de azar relacionado à Mary Jane que consegue superar todo o histórico de vacilos que já haviam infortunado Peter. Falando na ruiva, pra terminar há uma sequência de três histórias onde Peter tenta reaver sua antiga namorada ao mesmo tempo que o Dr. Octopus retorna para caçar um outro criminoso que fez uma versão nova de seus tentáculos robóticos. Como nos outros volumes, há um exemplar equilíbrio de humor, ação e sentimentalismo.


P.S.: Estamos fazendo um especial do Quarteto Fantástico. Fui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário