smc

Pesquisar este blog

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Review: Caça aos Titãs (Editora Panini)

Leia o review sobre Caça aos Titãs, lançado pela Editora Panini em novembro de 2016.


Sinopse:
Robin, Moça-Maravilha, Ricardito, Aqualad, Rapina e Columba. Houve uma época em que este e outros jovens heróis eram sinônimo de justiça. Eles eram a Turma Titã, a maior equipe de super-heróis em todo o Multiverso... mas o Multiverso mudou, e a equipe desapareceu do mapa. Então porque Dick Grayson e Roy Harper – agora conhecidos como Asa Noturna e Arsenal – estão tendo lembranças de um mundo que nem sequer conheceram? O que os relaciona a um atlante chamado Garth e a uma amazona chamada Donna Troy? E que terríveis segredos conectam todos eles a uma misteriosa psíquica e um casal estranhamente normal? Uma coisa é certa, tudo está relacionado à sobrevivência do planeta Terra!
(Titans Hunt 1-8)

Comentário:
Edição #1: Roy Harper está em Oklahoma, vagando sem rumo. Dick Grayson em mais uma missão para a Espiral, quando é surpreendido por um poderoso atlante. Em comum, alguns flashes de estranhas lembranças e uma moça misteriosa chamada Lilith.

Edição #2: Na Batcaverna, Dick Grayson começa a procurar por respostas à visão que teve sobe uma tal de Lilith e sobre o encontro com o misterioso atlante. Roy Harper não tem certeza do motivo, mas sabe que precisa se encontrar com a misteriosa Lilith. Gnaark desenha visões não completamente estranhas na parede e percebe que é hora de caçar. Nem mesmo o famoso e premiado compositor de trilhas sonoras, Mal Duncan parece imune aos estranhos acontecimentos.

Edição #3: Donna Troy é atraída por uma visão que teve de Dick e Garth. Gnaark liberta Roy da prisão. E Malcolm está em seu estúdio preparando sua próxima trilha sonora. De repente todos eles são atacados simultaneamente por um som estridente dentro de suas mentes.

Edição #4: Malcolm Duncan passa a ser perseguido pelo Sr. Ciclone, e dá indícios de algo que perseguiu a Turma Titã no passado. Enquanto Garth e Donna Troy tentavam desvendar o mistério de seus sonhos, Dick Grayson percebe que para atrair a força misteriosa que os está espreitando, resolve voltar a usar novamente o uniforme do Asa Noturna.

Edição #5: Roy e Gnaark chegam ao consultório de Lilith no exato momento em que ela está atendendo Dawn Granger (Columba) e são atacados por Rapina. O Sr. Ciclone está de volta e quer obrigar Mal Duncan a usar seus dons meta-humanos de som e melodia para destruir os Titãs. Asa Noturna, Moça-Maravilha e Aqualad estão investigando sobre suas memórias compartilhadas e provavelmente esquecidas, quando são atacados pelo Mamute.

Edição #6: Cinco anos atrás o Sr. Ciclone tentou adentrar nosso mundo e foi impedido pela Turma Titã, mas ao custo de um enorme sacrifício. Eles tiveram de apagar suas memórias e se esquecerem de quem eram. Lilith revela toda a verdade à Roy, Gnaark, Rapina e Columba, quando são atacados pela Diablo.

Edição #7: Ciclone, uma organização que almeja deter a ameaça do Ciclone. Percebendo que os jovens titãs podem estar sob a iminência de serem usados pelo vilão, a organização decide acabar com a Turma Titã também.

Edição #8: Toda a Turma Titã está finalmente reunida para enfrentar o Dr. Ciclone, mas ele está a um passo de conseguir se transferir por completo para nossa dimensão. E pior, com os poderes de Malcom, Ciclone almeja trazer uma ameaça muito maior.

Desde o início dos Novos 52, muitos leitores sentiram falta dos Novos Titãs com a formação que os definiu na era moderna – Robin, Moça-Maravilha, Kid Flash, Ravena, Cyborg, Estelar e Mutano, além de outros que foram se juntando à equipe no decorrer dos anos. Cyborg se tornou membro da Liga da Justiça de Geoff Johns, uma versão desfigurada de Estelar passou a trabalhar com o Capuz Vermelho e Arsenal, o Asa Noturna passou a ter suas histórias solo, e Ravena e Mutano apareceram nos Devastadores. Porém, Donna Troy (Moça-Maravilha) e Wally West (Kid Flash) simplesmente não existiam nesse renovado universo da DC. Finalmente uma equipe de Titãs formada por rostos mais conhecidos dos leitores antigos (incluindo Lilith, Aqualad, Rapina, Columba, e outros) é apresentada dentro da cronologia dos Novos 52. A trama em que eles precisam “esquecer” quem são para impedir o grande vilão de triunfar pode parecer forçado, mas foi a saída encontrada pela DC. O grupo passa a integrar esse universo oficialmente e terá uma participação importante no vindouro DC Rebirth, e deixou um gancho para a continuação. No mais, vale saber que alguns jovens heróis clássicos da era Pré-Ponto de Ignição também existem nesse novo universo que surgiu com os Novos 52. Porém, como fã da fase dos Novos Titãs às mãos da dupla de criadores Wolfman/Pérez, ainda fica um gostinho de “poderia ter sido diferente se, desde o início dos Novos 52, alguns heróis importantes não tivessem sido simplesmente ignorados”. Leitura satisfatória.


Por Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário