quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Review:Os Novos Vingadores Illuminatti (Editora Panini)

Leia o review sobre Novos Vingadores Illuminati, encadernado capa cartão, lombada quadrada, 132 páginas, R$21,00, lançado pela Editora Panini.


Os Illuminati. Um grupo formado por Homem de Ferro, Sr. Fantástico, Charles Xavier, Raio Negro, Dr. Estranho e Namor. Reis, líderes, homens de mente avançada e espírito de liderança e decisão. Mas, às vezes, essa combinação pode ser perigosa. Na imaginação criativa de Brian Bendis, as chamadas grandes sagas que permearam o universo Marvel tiveram influência direta desse grupo. Entre fevereiro de 2007 à janeiro de 2008, Bendis lançou uma minissérie em cinco partes mostrando as “aventuras” desse grupo “brilhante” e como suas ações afetaram diretamente o universo da maravilhas.


Na edição #1, vemos os Illuminati invadindo o Império Skrull e dando um ultimato para que eles parem de atacar a Terra. É claro que tudo dá errado, e os heróis são capturados pelos alienígenas. Com muito custo, Tony Stark consegue libertar Xavier e os outros membros são sucessivamente libertados, mas tarde demais. O tempo em que eles ficaram em cativeiro foi o suficiente para que os skrulls pudessem recolher as amostras que eles precisavam para planejar sua “invasão secreta”. A arrogância dos heróis, que invadiram sem permissão um planeta e ainda por cima, fazendo exigências, teve um alto preço.


Na edição #2, vemos Reed Richards revelando que ele possuía algumas das gemas do infinito, e precisava encontrar as outras. Naturalmente os outros heróis ficaram muito preocupados com a influência maligna que essas gemas poderiam exercer no cientista elástico. Mesmo assim, contando com a ajuda conjunta, os Illuminatti conseguem encontrar as gemas restantes, mas Reed parece totalmente dominado pelo poder corrompedor da Manopla do Infinito. Nessa hora, vemos a aparição do Vigia dando um sermão em Richards, e fica decidido que cada membro do grupo deveria esconder um das gemas em locais que nenhum outro poderia saber. Mais uma vez, Reed mostra sua autoconfiança em xeque, e o universo correria risco novamente.


Na edição #3, Charles Xavier conta porque não tentou impedir que Guerras Secretas (a original de 1985) se desenrolassem da maneira como aconteceu. Ao fazer uma investigação mais, depois que essa guerra acabou, ele descobre o Beyonder provavelmente é um mutante inumano. Raio Negro não se lembra dele ser um inumano e os Illuminatti partem em busca do poderoso ser. Ao encontrá-lo, percebem o verdadeiro perigo que é o Beyonder, um ser que pode moldar toda a existência a seu modo e desejo. Raio Negro ordena que Beyonder desapareça, mas o que acontece ao final da história foi apenas um gancho para que acontecesse Guerras Secretas II.


Na edição #4, o grupo tem que lidar com Noh-Var, o Marvel Boy. Ele está preso, mas decidido a conquistar a Terra. Ao debater em como lidar com essa ameaça kree, dois lados ficam bem definidos dentro dos Illuminati. Stark e Richards são a favor de uma “lavagem cerebral” providenciada por Xavier. Por outro lado, o líder dos X-Men diz que isso está totalmente fora de cogitação, pois se ele começasse a fazer isso, uma linha moral e ética seria cruzada e não teria mais volta. Eles decidem então mostrar a Noh-Varr as vantagens de parar com sua sede de vingança e se voltar para o lado do bem, inclusive se inspirando no Capitão Marvel. O interessante é que, antes disso, os integrantes dos Illuminatti estavam discutindo sobre suas vidas amorosas, já que, naquela época, Cléa, a esposa de Stephen havia abandonado o mago. No final, cada herói passa a refletir sobre as mesmas palavras inspiradoras que eles falaram para convencer o Marvel Boy, e como todos sabemos, o jovem kree iria se tornar o novo Capitão Marvel. Uma edição bastante aprofundada sobre as motivações dos heróis.


Na edição #5, o universo Marvel lida com as consequências da Guerra Civil, e os heróis dos Illuminati também estão divididos. Mas, quando Stark descobre o corpo de um skrull se fazendo passar pela Elektra, a situação crítica reúne novamente o grupo. Infelizmente, Raio Negro também é um skrull infiltrado e os heróis restantes já não sabem mais em quem confiar, já que uma nova tecnologia skrull torna suas presenças indetectáveis. O final dessa história é uma consequência direta da edição #1 e leva à saga Invasão Secreta.

Bendis conseguiu explorar alguns cantos do universo Marvel, mostrando o grupo como heróis com boas motivações em fazer o que eles acham que é certo, mas que, como conclusão, não levaram em conta que suas ações poderiam ter sérias consequências. Heróis nobres, justos, líderes e inteligentes, mas falíveis dentro de suas próprias limitações. Uma bela viagem pelas eras Marvel através do ponto de vista dos Illuminati. Leitura recomendada



Por Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário