terça-feira, 6 de dezembro de 2016

DESLOCADO?




Por de trás de heróis desconhecidos
E músicas pouco usuais,
Olhar defensivo
E poucas explicações
Ele treina, ele sonha
Ele sente raiva.

Não lhe falta saúde,
Não lhe falta vigor,
A ausência é de vitória,
Em qualquer coisa que faça.
Vencendo, todos sacrifícios
Ganhariam uma justificativa
E o propósito um símbolo.
É como o esboço
Ganhando nankim.

Como qualquer objeto em direção
As forças maiores e desconhecidas
Ele pode falhar
Mas não lhe assombra...
Minimamente...
Cogitar que aquela incógnita
Em forma de “gente”
Possa um dia se destacar
E fazê-lo vislumbrar
Por dolorosos minutos
Sua incompetência e inércia
Disfarçadas por alguém que se acha feliz?

Nenhum comentário:

Postar um comentário