smc

Pesquisar este blog

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

DICA: 30 DIAS COM FISCHER


  Um dos meus blogs preferidos sobre xadrez é o "Reino de Caíssa". É realmente gratificante ler vários textos sobre não só o jogo, mas os bastidores dele. E o dono desse blog, talvez seja um dos maiores fãs de Bobby Fischer que eu vi na vida. Ele fez uma seleta transcrição do livro "Meus Grandes Predecessores Vol. 4", de Gary Kasparov. E dividiu em 30 posts, narrando a ascensão de Bobby Fischer ao Olimpo do Xadrez. O único problema que eu tive na leitura lá, foi ter que procurar link por link, por isso, por melhor praticidade, salvei eles em um bloco de notas, e os coloquei logo abaixo. São trinta postagens decrescentes, com direito a análises e notações de jogos. Segue abaixo também o trecho inicial:

  Assim Kasparov começa sua obra 'Meus Grandes Predecessores' sobre Fischer: Não é por acaso que mais tenha sido escrito sobre Robert James Fischer (nascido em 9 de março de 1943) do que sobre qualquer outro jogador: a revolução criada por ele é comparável com a revolução de Steinitz! No interregno  de um período de cem anos não ocorrera uma ruptura assim no xadrez. 

  Mais ainda diz o autor ilustre: Fischer colocou o xadrez em base profissional. Ele foi o primeiro verdadeiro profissional de xadrez! Eu não quero dizer que aqueles que vieram antes dele eram amadores, mas no xadrez soviético, com o apoio do Estado, reinava o espírito do coletivismo, ao passo que Fischer lançou as bases para o profissional individual.

  E no final dessa passagem, Kasparov arremata: Fischer talvez seja a figura mais envolta em mito no xadrez. Mesmo assim, eu tentei pintar um quadro objetivo, tendo estudado a surpreendente carreira desse grande jogador "no microscópio". Ele abandonou o jogo aos 29 anos, e somente realmente jogou por dez anos, mas conseguiu fazer mais no xadrez no que qualquer outro!

































Nenhum comentário:

Postar um comentário