Pesquisar este blog

smc

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

POR TRÁS DOS QUADRINHOS: ARES, o deus (vilão) da guerra

Segundo a mitologia, Ares era o deus grego das guerras, da guerra selvagem com sede de sangue, conhecido também em Roma como Marte, filho de Zeus e Hera, de quem herdou o mal gênio da mãe e a força do pai. Pertence a geração dos grandes doze deuses do Olimpo. Ares era guerreiro, gostava muito de guerras, batalhas e brigas, era muito violento, sanguinário, pelo contrário de muitos ele só encontrava sua paz, em suas lutas e batalhas. Era ele quem governava a cidade de Esparta. Em suas lutas sua chegada era anunciada com gritos que causavam pânico nas pessoas.

Ares é o mais antigo e um dos maiores vilões da Mulher-Maravilha de todos os tempos. Aparecendo pela primeira vez na revista MULHER-MARAVILHA #01, em 1942, criado e escrito também por William Moulton Marston, o psicólogo criador da Mulher-Maravilha.

Ao longo dos anos foram apresentadas diversas versões do deus Ares nas histórias da Mulher-Maravilha, e em cada uma delas, o deus vilão tem uma personalidade diferente.
Como a maioria das divindades Olimpianas seus poderes são energizados através dos combates dos mortais. Ares possui super força e resistência superior, além de ser um mestre estratégico e possuir um vasto arsenal bélico. Sua armadura é virtualmente indestrutível. De acordo com a continuidade adotada pela DC, tempos atrás, a meia-irmã de Ares, Ártemis, anunciou seu plano para criar uma raça de mortais na Terra. Temendo que esta raça servisse como voz de paz e harmonia entre seus seguidores, Ares se opôs aos planos de sua irmã a contragosto de outros deuses. Assim, ele jurou que esta nova raça de mulheres, as Amazonas, seriam sempre ameaçadas por diversos inimigos. Ele não sabia como seu destino se interligava com a das Amazonas. Logo, Ares abomina as amazonas e principalmente, a Mulher-Maravilha que simboliza a paz e a pacificação entre os homens. 
Ares também é apresentado como machista e egocêntrico, freqüentemente tentando diminuir Diana tratando-a como se ela não fosse capaz de detê-lo.
Em quase todos os combates entre a Mulher-Maravilha e Ares, ele acaba morrendo no fim.

Como a origen da Mulher-Maravilha nas telonas do cinema está ligada a dos ‘Novos 52’,e como o antagonismo se estende por toda a história de Diana nos quadrinhos é possível que ARES seja o grande vilão do primeiro filme solo da heroína, agendado para 2017.


Nenhum comentário:

Postar um comentário