domingo, 4 de setembro de 2016

Review: Justiceiro - Bem-Vindo de Volta Frank (Editora Panini)



Leia o review sobre Justiceiro – Bem-Vindo de Volta Frank, que reúnem as edições #1-12 da revista The Punisher, lançado em 2000, escrito por Garth Ennis e desenhos de Steve Dillon, lançado pela Editora Panini.


Análise:
Frank Castle, o Justiceiro está de volta para limpar as ruas de Nova York, e a organização criminosa de Mama Gnucci é seu primeiro alvo após seu retorno. Para isso, ele começa matando os três filhos dela e seu irmão, e por pouco não elimina a própria chefona. Como retaliação Mama Gnucci oferece um prêmio de dez milhões de dólares pela cabeça do Justiceiro, e como último recurso, recorre ao mercenário Russo. Durante o processo de “limpeza” da cidade, Frank conhece três vizinhos inusitados, confronta o Demolidor e vê seu retorno inspirar vigilantes maníacos e perturbados tentando fazer o que acham ser o correto.

Garth Ennis vai direto ao ponto e não perde tempo refletindo sobre as motivações do Justiceiro, mas apenas em seu modo de agir. Tanto é que uma cena mostrando o Det. Soap e seu ajudante deixa isso bem claro. Ele até mesmo diz: “Nós já entendemos as motivações dele, estamos interessados em seus métodos”. A trama é simples e direta, mas o ponto alto sem dúvida são os personagens. Figuras caricatas que representam bem a sociedade em que vivemos, desde seus três vizinhos que vivem à margem da sociedade, os três “vigilantes” bem contrastantes, a dupla policial encarregada de cuidar do Justiceiro e até mesmo os “vilões”. A história ganha contornos interessantes justamente por girar em torno dos personagens. A visão de Ennis não mostra um Justiceiro atormentado e amargurado, ele simplesmente vai lá e faz o que deve ser feito. E é difícil não achar divertido a maneira como Frank consegue derrotar o Russo. Leitura recomendada.


Por Roger


Nenhum comentário:

Postar um comentário