smc

Pesquisar este blog

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

QUADRINHOS MEMORÁVEIS: CABLE: SANGUE E METAL (01 e 02) 1992.

 Fabian Nicieza (texto) e John Romita Jr. (arte) 

Surgido nas aventuras dos Novos Mutantes, o misterioso (e polêmico) Cable se tornou rapidamente um dos personagens mais queridos dos fãs dos X-Men nos anos 1990. Logo, com sua liderança, aquele time de mutantes adolescentes se tornou a X-Force e seu líder também ganhou aventuras solo. Esta minissérie em duas edições foi a primeira iniciativa do tipo, mostrando um pouco do passado do personagem que veio do futuro. A trama mostra eventos do passado quando Cable chega ao nosso presente e se alia a um grupo paramilitar para impedir uma série de ameaças.
A trama corre à margem das revistas e do universo dos X-Men, embora apresente uma série de personagens que já haviam aparecido na revista da X-Force, porém agora, explicando quem eles eram. Talvez por isso seja uma trama tão interessante. Conseguindo funcionar de modo independente do (sempre) confuso universo mutante. Destaque para a arte de John Romita Jr., aqui bastante livre por lidar com personagens fora do “primeiro escalão”, o que rende ótimos momentos.
A maior parte do mistério permanece e somente alguns anos mais tarde, em outra saga, é que seria revelado que Cable era na verdade Nathan Summers (isso mesmo, o filho de Ciclope enviado ao futuro), agora adulto.

SINOPSE: (01) Cable tenta impedir alguns roubos em museus realizados pela Frente de Libertação Mutante, comandada por seu inimigo, Conflyto. Ao mesmo tempo, G.W. Bridge reencontra Kane, no Departamento K, o que acarretará um confronto de Kane com Cable. Em outra parte da história, há dez anos atrás, a Matilha, grupo mercenário composto por Bridge, Kane, Dominó, Urso, Hammer e liderada por Cable, realiza diversos trabalhos antes de encontrar uma base secreta no Afeganistão, onde Conflyto se encontra. (02) Cable e Kane se juntam para enfrentarem Conflyto. Através de uma mascara shogun, pertencente ao cla Yashida do Japão, Cable e Garrison vão até o México na caça ao terrorista e sua Frente de Libertação Mutante. No inevitável confronto, uma inesperada surpresa aguarda Cable. Há nove anos atrás, no último confronto entre a Matilha e o vilão, Conflyto causa a quase destruição do grupo mercenário, causando desavenças e ódio profundo entre Cable e seus até então amigos.
48 Páginas cada revista!

Click AQUI para ler online!


Nenhum comentário:

Postar um comentário