Pesquisar este blog

smc

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Review: Alvo Humano de Peter Milligan e Edvin Biukovic

Alvo Humano é uma minissérie em quatro partes lançada pela DC/Vertigo em 1999, com roteiros de Peter Milligan e desenhos de Edvin Biukovic. Leia o review do Planeta Marvel/DC dessa série, só aqui com exclusividade no Ozymandias Realista. 



Sinopse:

O chamado Alvo Humano é Christopher Chance, um mestre dos disfarces que, por um preço, assume a identidade de pessoas ameaçadas de morte. Assim, investiga a motivação por trás dos possíveis crimes e os impede de acontecer. Quando é chamado para personificar um velho ator que está para morrer nas mãos de um chantagista, Chance vê-se envolvido nos excessos de Hollywood, face a face com os mais diversos interesses, tais como o do pai que quer de volta o filho sequestrado; sua misteriosa e jovem esposa; um roteirista com a "necessidade" de alcançar a fama; e uma stripper viciada em drogas e abusada por seu amante. Nesse mundo de brilho e falsidade, a esperança de salvação para Chance está exatamente na pele de outra pessoa. Será ele capaz de retomar sua verdadeira identidade, depois de ir fundo nessa personagem?


Review:

Uma viagem ao fundo do psicológico de seus principais personagens. Christopher Chance, o Alvo Humano, tem um assistente, Tom McFadden, que o ajudou em um antigo caso em que o próprio Alvo Humano quase foi morto. Desde então, Tom passa por uma séria crise de identidade que culminou com ele abandonando sua própria esposa e filho e assumindo a vida de um reverendo que havia sido salvo antes, mas se suicidou, também deixando uma esposa viúva e um filho órfão. Em meio a tudo isso, Christopher Chance, quase aposentado, ainda tem de lidar com uma assassina de aluguel que também leva uma vida dupla com marido e uma filha.

Um thriller psicológico onde o escritor trata de uma questão muito interessante: até que ponto assumir tantas identidades ao longo dos anos, poderia afetar a própria sanidade do Alvo Humano, bem como das pessoas ao seu redor e até mesmo seus clientes. Há um momento na história entre um diálogo de Chance se passando pelo reverendo morto e a esposa viúva dele, além de outro momento em que Chance se passa pelo seu assistente Tom e se relaciona com a esposa dele, e que chegam a ser doentios. O âmago da personalidade de seus principais personagens torna essa história uma leitura altamente recomendada. Precisei prestar atenção à leitura para chegar a identificar quem era quem em alguns momentos. Leia e se arrisque a retornar com sua sanidade intacta! Leitura imperdível.


Por Roger

Nenhum comentário:

Postar um comentário