segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Nando Moura falando sobre o Rammstein


Assisti esse vídeo no sábado, ele foi reproduzido automaticamente após eu ver um outro nada a ver no Youtube. E isso foi uma putííííííssima coincidência, porque um dia antes eu tinha falado com uma garota sobre aquele clipe "Praise Abort" do Lindemann, e ela tinha odiado. Até aí tudo bem, o que me fascinou nesse clipe foi justamente que quando eu terminei de ver eu não sabia se tinha gostado ou não, já que aquela mulher porca me incomodava bastante apesar da música não sair da minha cabeça. O que arranhou o meu cérebro foi quando ela disse que não acreditava que ele tava sendo irônico, que ele era só um escroto se expressando mesmo, eu aí fiquei meio desesperado "NÃÃÃÃÃÃ~~AÃOOOOOO! Não pode ser verdade! O Rammstein me ensinou o que é ser irônico!!!!". E eu sempre penso muito, pode ser uma obra do meu escritor preferido, se algo que é mostrado me parece muito errado, eu fico pensando no que ele quer passar pra decidir se aprovo aquilo ou não. Preciso nem dizer que os caras do Rammstein são os reis de ficarem nesse meu julgamento, mas até agora eles passaram, com uma exceção ou outra de coisas deles que eu realmente não gosto e acabo quase não ouvindo. O Marylin Mason por exemplo, é um que eu curto de jeito nenhum, não importa o quanto elogiem a conceitualidade e ousadia dos trabalhos dele, eu acho tudo horrivelmente errado. Se um dia eu mudar de opinião... Será outro dia.


O foda é que eu sempre achei os alemães irônicos, e os amava justamente por isso, caso contrário eu os odiaria. Aí como golpe(voadora) do Destino, esse vídeo me começa a ser reproduzido sozinho. O vlogueiro Nando Moura fala sobre a banda em palavras infinitamente melhores do que eu conseguiria colocar. Acho que vale a pena assistir e o jeito que ele fala é bem engraçado, eu gostaria de aprender a falar com esse tom de voz sério e lento, kkkkkkkkk, ele prendeu a minha atenção, e a história que ele contou foi muito foda. Ultimamente não tenho os ouvido muito, mas achei a reflexão da hora. Esse tipo de entretenimento te agrada ou incomoda mais? Ou você não pensa em nada disso quando ouve músicas, assiste filmes e afins?


Eu particularmente não costumo gostar dessas coisas. Slipknot, Manson... só eles mesmo, deve ser por causa da sonoridade que eu curto muito e algumas músicas mais diferenciadas como a "Amerika", que foi a primeira que eu conheci. Vou ver se procuro mais vídeos desse cara quando tiver tempo, achei realmente graça do jeito sério que ele fala, além de ser inteligente, eu quase não notei que era um vídeo de 10 minutos. E eu tenho uma estória parecida. Uma vez o pai de um amigo meu nos levou em um show que era longe e já ficou lá pra assistir. Mano, nos telões aparecia gente sendo torturada, uma fadinha toda sangrando, mulheres peladas, uns bagulhos muito pesados, a gente não sabia onde enfiar a cara e.e

Um comentário:

  1. Tô aqui pra saber uma coisa, se você puder me explicar, ficarei grato. Eu vi o vídeo sem querer também e queria entender, por que o rammstein é ruim como ele fala? Por causa das letras e tudo mais?

    ResponderExcluir