.

Pesquisar este blog

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

HISTORIEEEEETA DE QUINTA #6.1

  Devia ter atualizado sobre as historietas dos bravos do El Fanzine a várias Quintas, tanto é que acumulou. O que eu sempre fico impressionado é o quanto de metáforas, duplo sentidos e por vezes críticas muito bem elaboradas a vários assuntos os caras conseguem colocar em míseros três quadros. Em um tempo em que vemos boa parte do conteúdo de entretenimento é baseado na ideia de franquear e ganhar mais e mais dinheiro, seja no cinema com reebots e continuações desnecessárias ou nas cada vez populares séries de TV, cuja boa parte tira mais de 10 horas da sua vida para te dizer menos que um curta metragem de 10 minutos, eis que estão esses caras, mantendo o blog vivo com pelo menos uma tirinha por semana de alguém da equipe deles. Não totalmente por grana, já que eles não tem adseiláoque no blog deles, não para causar polêmica nas redes como qualquer famosinho de novela, mas para expressar um ponto de vista do nosso cotidiano de uma maneira inteligente. Vejo em boa parte das discussões pela internet a famosa "Hoje não dá para comprar mais nenhum quadrinho que preste mensal na banca", quando o mesmo que diz isso não percebe a porrada de gente pelo país desenhando, escrevendo, divulgando o próprio trabalho da maneira que pode, trabalho amplamente superior em profundidade a quem seja o novo Aranha ou o novo Batman a cada 30 / 40 edições. Um mundo de arte em cada esquina que nós não vemos, ou mesmo acreditamos que também podemos fazer, tudo isso ligado a ideia de algo só pode ser bom se for ligado a determinada editora, produtora, canal ou grupo social, não confunda o que eu digo com algum, discursos anticapitalista / antimidiático, falo apenas de abrir a mente e buscar um caminho ímpar, e na minha sugestão eu recomendaria não só comprar o El-Fanzine como vários outros fanzines feitos por outras pessoas.











Nenhum comentário:

Postar um comentário