sexta-feira, 24 de julho de 2015

DO FUNDO DO BAÚ #02


Coletâneas de escavações de desenhos feitos no ano passado. Afinal é lenha para manter a chama acessa. Para tentar entrar na viagem, isso pode te auxilar durante a leitura:


Esses abaixo foi uma "ideia" que eu tive: Lançar um desafio de desenhar meus amigos do Facebook imaginando como eles estariam daqui a vinte anos. Geralmente eu levava uns dois dias para terminar cada desenho (incluindo a pintura porca), e o fazia lá no meu trabalho quando me botavam em algo como portaria, ou auxiliando algum professor nas épocas de provas. Como meu cérebro começa a surtar quando parado por muito tempo, era uma forma de eu fazer duas coisas ao mesmo tempo.

Daniel Násser, e não é que eu adivinhei que no futuro ele ia tá fumando?

Bruno Endorfina, estudou comigo e começou a desenhar bem depois de mim, hoje é tatuador.

Freddynho e seu primo.

Dentinho Inumano. Ele tá nesse blog, bem disfarçado, mas está. Fez esse post aqui.

Sr. Gump.


Ih Carái, não lembro teu nome agora.

Também não lembro o dela. Mas lembro que ela desenha, e desenha bem mais do que eu.

Lico, arrisquei que daqui há 20 anos, ele vai ter uma clínica de reabilitação.

Ela novamente. Ficou melhor assim do que todo pintado.

Arth Silva--

...



Porque pincel é para os habilidosos fracos.


Esse aqui foi um dos poucos quadros que eu pintei na vida, a foto não mostra a "pintura" toda. Pinto alguns desses desenhos subjetivos de alguns anos e anos,  e sempre entrego eles a alguém, 



coloco basicamente todos os rancores nelas e críticas sobre o que geralmente me incomoda e me livro delas como de tumores. É um processo que têm de ser feito a cada dois ou três anos, caso contrário...

Perdão Bolland, por lhe colocar em um mesmo post que esses garranchos. Espere que me perdoe um dia e desenhe a porra de uma HQ completa ao invés de só fazer capas, seu arrogante do caralho.
Pessoal, seus posts para a categora "Fundo do Baú" são mais que bem vindos, Acho que já não tem mais nada para eu desenterrar.

Força e honra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário