.

Pesquisar este blog

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Construções subterrâneas pelo mundo


Quem disse que só se pode fazer coisas incríveis sobre a superfície? Confira algumas das construções mais incríveis que estão bem abaixo dos nossos pés:

Coober Pedy – tentando fugir do calor infernal de 45 graus e manter as crianças a salvo dos dingos (espécie de cães selvagens), os australianos construíram uma cidade inteira sob a superfície. Ali você encontra de tudo: bares, restaurantes, igrejas, lojas, casas e até um cemitério. Atualmente moram cerca de 1600 pessoas e tem uma mina de opalas que é a maior e mais valiosa do mundo (sim, ela está ativa).





RÉSO - ou La Ville Souterraine (cidade subterrânea) fica em Montreal, no Canadá. É o maior complexo subterrâneo urbano do mundo. Possui cerca de 32km de extensão. Tem shoppings, casas, hotéis, escritórios, museus, universidades, igrejas, bancos, teatros e até metrô e ônibus próprios tanto acima, como abaixo da superfície. Estima-se que pelo menos 500mil pessoas circulem pela cidade todos os dias. Complexos de túneis são comuns no Canadá porque ajudam as pessoas a se locomoverem durante o inverno sem problemas, mas a RÉSO é uma cidade inteira embaixo da terra e totalmente moderna e funcional. Algumas rachaduras gigantescas já foram relatadas, mas todas resolvidas. O lugar é um ponto turístico de Montreal também.



Moose Jaw – outro complexo canadense, mas desta vez localiza-se em Saskatchewan. Por causa das baixíssimas temperaturas durante o inverno e também pelo fato de que essa estação durar mais tempo por lá, uma série de túneis foram escavados no começo do século XX. Ali os trabalhadores e viajantes podiam se esquentar e se locomover para certos pontos da cidade. Também foram usados para abrigar e proteger famílias inteiras de trabalhadores chineses que sofriam ondas de racismo durante o final do século XIX e começo do século XX. Durante a “Era da Proibição”, os túneis foram usados por mafiosos e contrabandistas para atividades ilícitas como venda de álcool, pequenos casinos e bordéis. Dizem as más línguas que Capone era uma das cabeças por trás da administração da máfia nos túneis e por isso eles ganharam o apelido de “The Chicago Connection” (A conexão de Chicago).



A cidade secreta de Beijing – uma cidade subterrânea foi construída em 1969 sob o comando de Mao Tsé-Tung na China. Era pra ser uma continuação de Pequim e ao mesmo tempo um abrigo nuclear. Depois que a guerra acabou e Mao foi tomado pela loucura, os projetos se perderam e até hoje ninguém sabe se a cidade foi concluída e qual a real extensão pretendida. A cidade se localiza a apenas 18 metros abaixo da superfície, conta com vários andares, parte está inundada e ainda hoje recebe fornecimento de energia elétrica. Há túneis tão largos que permitem a passagem de tanques de guerra (talvez para desfiles cívicos e realocação de tanques). São como praças mesmo. Tem ainda mil abrigos antiaéreos e conseguia acolher 40% da população de Pequim da época. Ela conta com escolas, hospitais, lojas e até centros esportivos que nunca foram usados. Parte dela foi destruída para que pudesse ser construída uma nova rede de metrô em Pequim, mas boa parte ainda está de pé. Em 2000 foi aberta como ponto turístico e algumas cavernas foram transformadas em albergues para turistas, mas isso durou pouco e logo o governo fechou tudo. Afinal quem queria pagar para andar por túneis cheios de ratos, sem nenhuma outra atração? Outra parte, porém, serve de moradia para pessoas muito pobres, principalmente para empregados das fábricas locais que migraram da zona rural. Essas pessoas vivem em péssimas condições. Há ainda alguns loucos que se aventuram nas partes mais internas e perigosas para realizarem raves clandestinas. Infelizmente muitos moradores de Pequim sequer sabem da existência dela. A cidade nunca chegou a ser totalmente ocupada, ou seja, nem sequer foi utilizada, mas há boatos de que já passagens por toda Pequim (a maioria sob as casas, nos porões) capazes de fornecer uma rota de escape para que os habitantes possam evacuar a cidade em poucos minutos caso ocorram ataques nucleares.





Cidade dos Deuses – todo mundo conhece a necrópole de Gizé, lugar dos túmulos mais famosos de grandes faraós do Egito antigo em formato de pirâmides e a única das 7 maravilhas que ainda está praticamente intacta. O que poucos sabem é que há um complexo de túneis sob as grandes pirâmides. A coisa toda está sendo investigada desde a década de 70, mas nada ainda foi oficializado. Alguns equipamentos especializados detectaram túneis sob a superfície, mas chegar a eles já é outra história. Acredita-se que os túneis possam explicar alguns mistérios, como por exemplo o objetivo da construção da Esfinge (muitos acreditam que era um portal ou coisa do tipo). Alguns arqueólogos acreditam ainda que os túneis possam levar a uma metrópole sob as areias do deserto e revelar mais sobre a cultura do Egito antigo.


Xangai – sob o bairro de Chinatown na cidade de Portland, nos Estados Unidos, tem uma rede de túneis chamados de Xangai ou Cidade Proibida. A rede é gigantesca e conecta porões de várias lojas e hotéis. Inicialmente eram utilizados para transportar mercadorias com mais facilidade, mas acabou servindo também para outras finalidades menos nobres como tráfico de pessoas para trabalhos escravos em navios, prostituição e outros crimes terríveis cometidos no início do século XX. Hoje a situação é bem diferente e os túneis foram transformados em um ponto turístico.


Mina de Sal Wieliczka – localizada na cidade de Wieliczka, na Polônia, a mina é uma das mais antigas minas de sal do mundo (foi construída no século XIII) e estava ativa até 2007. Dentro é possível observar a evolução das técnicas de mineração ao longo dos séculos e obras de arte magníficas. Por muito tempo o sal, chamado de “ouro branco”, foi a maior fonte de renda da Polônia e essa mina eliminava o trabalho de se ter que secar o sal do mar, afinal era só escavá-lo. A mina já foi visitada por muita gente famosa incluindo Copérnico, Goethe e o Papa João Paulo II. Durante a Segunda Guerra Mundial foi ocupada pelos nazistas e transformada em armazém e fábrica de equipamentos e produtos militares, mas hoje é tombada e patrimônio da humanidade pela UNESCO. Ainda está aberta a turistas. Dentro dos extraordinários 300km de túneis e 3mil câmaras você pode encontrar esculturas de sal, salões para eventos, uma catedral e até mesmo um sanatório para pessoas alérgicas ou com problemas respiratórios que usam o lago subterrâneo para se curarem. Só 22 câmaras estão abertas ao público, a temperatura da mina gira em torno dos 14° e é constante. A câmara mais famosa é dedicada exclusivamente a Copérnico, o astrônomo polonês, onde há uma estátua de sal verde dele e também é a primeira de todas elas estando a 700 degraus abaixo da entrada.





Kish – localizada no Irã, a cidade tem vários nomes como Kariz e Kish. Acredita-se que tenha mais de 2500 anos de idade, 10mil m² de área e fica a 16 metros de profundidade. Foi concebida para ser um aquífero, mas agora está sendo convertida para uma cidade. O aquífero, possivelmente construído pelos antigos persas antes mesmo dos romanos pensarem em existir, distribuía água para regiões montanhosas e outras baixas ao redor. É a obra de engenharia mais antiga da humanidade que ainda está em funcionamento. Atualmente a transformação do aquífero em um complexo turístico está em andamento e contará com restaurantes e lojas modernos.



Burlington – temendo ataques nucleares durante a Guerra Fria, a Grã Bretanha construiu um complexo que poderia se tornar a nova capital do governo britânico. A 30 metros abaixo da superfície, 1km de comprimento e 200 de largura, construída aproveitando-se uma pedreira antiga, a cidade possui mais de 95km de estradas que a interligam a outros lugares, metrô próprio, gasodutos, sistema de esgoto, uma estação de tratamento de água, um pub, hospitais, lavanderia, padaria, um lago subterrâneo, um estúdio da BBC (11 funcionários podiam trabalhar com conforto lá e servia para que o primeiro-ministro pudesse se comunicar com o restante da população) e um abrigo para 4mil funcionários do governo (mas sem suas famílias). É totalmente à prova de bombas e fica a 2 horas de Londres. Foi desativado em 1991 e está abandonado desde então, mesmo que ainda custe aos cofres públicos um milhão de euros por ano. Curiosidade: a palavra-chave para ativar a evacuação de emergência dos militares e governo para Burlington era “laranjada”.



Derinkuyu – sob o solo da Capadócia, na Turquia, tem um segredo muito bem escondido. A cidade de Derinkuyu é uma maravilha do mundo antigo: com 7 níveis subterrâneos, 8km de extensão e 85 metros de profundidade, a cidade é na verdade um complexo criado provavelmente no século 7 a.C. e que tem uma estrutura magnífica que abriga lojas, templos, adegas, escolas, casas, armazéns, refeitórios, tubos de ventilação e um labirinto para confundir os invasores. Cerca de 600 portas ligam salas gigantescas, câmaras e instalações. Acredita-se que cerca de 20mil pessoas já viveram na cidade enquanto se escondiam de guerras e conflitos violentos. Ali elas não só podiam viver, mas também estudar e trabalhar normalmente. A cidade subterrânea tem ligação com a cidade de Kaymakli e possivelmente ajudou cristãos a se esconderem da perseguição romana. Toda a arquitetura respeita de certa forma a própria natureza e suas formas. É a maior cidade subterrânea da Capadócia (aparentemente era algo comum para eles, pois existem outras cidades subterrâneas por lá) e está aberta para visitação.




Cu Chi – localizados no Vietnã, esses túneis de 120km tiveram que servir de abrigo para os vietcongues durante a guerra do Vietnã. Ali foram improvisados hospitais, armazéns e qualquer outra instalação necessária para a guerra. Até um tanque foi encontrado por lá. Os túneis se espalham por todo o país e foram cruciais para a guerra. Nem o exército dos Estados Unidos e nem o do Vietnã do Sul conseguiram destruir esses túneis. Hoje é um museu e memorial.

Uma das entradas. Repare em como é estreita.




SubTropolis – com cerca de 4,5km² de área e estando a mais de 49 metros abaixo da superfície, este complexo é o maior armazém/estoque do mundo. Localizado nos Estados Unidos, o armazém estoca itens diversos para companhias diversas e setores governamentais americanos. Inclusive o serviço postal americano mantém um acervo de selos colecionáveis lá dentro. Há planos para a criação de uma fazenda de cogumelos e um estoque de petróleo bruto.


Repare na planta e em como esse lugar é colossal!


Do futuro – a cidade de Amsterdã está planejando construir em 2018 um complexo de túneis para abrigar lojas e estacionamentos. Tais túneis deverão passar por debaixo dos canais (pra quem não sabe, Amsterdã é uma cidade fundada num pântano e por isso tem canais com água pra todo lado).


Saiba mais:
Metrópole Antiga escondida sobre Gizé? (artigo em inglês): link
Pirâmides no Egito, a história perdida e secreta dos subterrâneos em Gizé: link

Nenhum comentário:

Postar um comentário