quinta-feira, 21 de maio de 2015

MELHORES NOTAS V.S MELHORES RESPOSTAS



Gabriel Marx em definitivo era o melhor aluno de sua sala durante o 2° ano do ensino médio. Suas notas eram as melhores, e a cada prova aplicada, seus colegas se estapeavam pela chance de sentar perto dele para tentar plagiar suas respostas. Havia na sala também, o oposto de Marx: FF. Tal aluno passava semanas sem ir para as aulas, dormia nas explicações, se interessava mais na merenda do intervalo, bem como a oportunidade de jogar xadrez.
Por uma das ironias do destino, eis que em uma roda de conversa, a qual Marx de maneira tímida tentava contribuir o mínimo, surge em sua frente FF.
-- Como vai essa força, Gabriel? – Interrogou já com um sorriso no rosto FF.
-- Estou bem, vou ter que sair daqui a pouco para estudar.
-- Estudar mais? Já não estudou bastante?
-- Ainda não, se eu estudar menos vou tirar 9.
-- Então, Marx, você é um cara bem competitivo...
-- Eu não sou não. Meu pai me ensinou que é errado competir.
-- Oh! É errado competir?
-- Isso mesmo.
-- É só não ir estudar para tirar o 10.
-- Mas eu quero tirar o 10.
-- Então está competindo. Olha, Marx, geralmente eu fico calado aqui porque não tenho paciência de ficar fingindo e dando respostas educadas. Sua vida é uma competição desde do nascimento, mas isso já é algo clichê de se dizer. Daí para entrar aqui, o Sr teve que competir indiretamente com vários para crescer até essa idade, conseguir uma casa, entrar nesse colégio, tirar as melhores notas, vai ter que vencer vários para ter um emprego, ir para a faculdade, vai ter que vencer outros homens para ter uma namorada. Então, não venha com um rosto de bom moço dizer que não gosta de competir.
-- Eu vou estudar.

-- Pode ir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário